Com o artilheiro Dodô atravessando grande fase, o Botafogo venceu o Campeonato Carioca de 2006 atropelando o Madureira na final

Kappa retorna ao Botafogo após dez anos (Foto: Gilvan de Souza/Lancepress!)

Lazlo Dalfovo e Sergio Santana
07/06/2019
18:58
Rio de Janeiro (RJ)

Fim da novela: após um período de negociações, Botafogo e Kappa chegaram a  um acordo oficial. Nesta sexta-feira, foi feita a assinatura de contrato entre o clube de General Severiano e a marca italiana, que vai passar a assinar os uniformes do Glorioso. A informação foi divulgada primeiramente por Thiago Franklin e confirmada pelo LANCE!.

O contrato será válido por dois anos e começará a valer após o retorno da Copa América. Nas partidas contra CSA e Grêmio, as duas últimas antes da parada da competição internacional, o Alvinegro ainda jogará com os uniformes da Topper, antiga fornecedora de material esportivo.

Será a segunda passagem da Kappa como fornecedora de material esportivo do Botafogo. Entre 2004 e 2009, a marca italiana assinou as camisas do clube de General Severiano. Agora, o novo vínculo será válido até junho de 2021.

A nova fornecedora de material esportivo, porém, não estará presente em todos os esportes do Botafogo. Com contrato assinado para os uniformes do futebol masculino e feminino, a marca italiana não assinará as camisas de basquete e vôlei. Na próxima temporada, os times masculinos do Glorioso estarão na elite do NBB - inclusive, participando da Liga Sul-Americana - e da Superliga.

Este panorama foi uma opção do Botafogo. Inicialmente, a intenção da Kappa era assinar os uniformes dos esportes olímpicos, mas o clube travou este fator nos últimos detalhes do contrato. Desta forma, as camisas das equipes de basquete e vôlei terão uma marca própria, desenvolvida pelo Alvinegro.

A ideia do departamento de marketing do Botafogo é começar a desenvolver uma ideia de ter uma marca própria forte. As novas camisas estarão prontas até setembro e o clube estuda, por questões envolvendo o custo das camisas, em montar uma linha popular, com preços mais baratos. Com a Topper, o uniforme de basquete custava R$ 199,90.