David Nascimento
09/01/2019
03:00
Rio de Janeiro (RJ)

Cria das categorias de base do Internacional, o meia Gustavo Ferrareis, de 23 anos, tem toda a formação como jogador no Sul do Brasil. A região tem como característica formar jogadores mais aguerridos, em uma disputa física maior pela bola, diferentemente do Sudeste, onde a busca pela técnica acaba prevalecendo. Apresentado pelo Botafogo na última terça-feira, Ferrareis destacou estes pontos e disse buscar mesclar os jeitos das regiões para ter sucesso na nova casa.

- Sou um jogador aguerrido, até porque no futebol do Sul a gente aprende a ser assim desde a base, desde novinho. De mais pegada, mais força. Fico muito feliz de estar participando desse clube que é o Botafogo. Espero corresponder da melhor maneira possível. Essa mescla entre futebol mais aguerrido com o futebol mais técnico daqui Rio vai ser muito boa - afirmou o novo jogador do Botafogo, que assinou contrato por empréstimo de um ano.

Prestes a completar uma semana de pré-temporada, Gustavo Ferrareis sabe dos desafios que terá pela frente com a camisa do Botafogo. Os principais desafios são as conquistas do Campeonato Brasileiro e da Conmebol Sul-Americana, os quais serão buscados pelo novo reforço alvinegro. Ferrareis lembrou ainda que sabe das responsabilidades que possui dentro e fora de campo, e está preparado para trabalhar e corresponder às expectativas criadas.

- Gosto de desafios, e a gente tem que estar preparado se quiser conquistar algo grande na carreira, ainda mais em um clube como o Botafogo. Independentemente do que vier pela frente, a gente tem de encarar da melhor maneira. Sei da grandeza do Botafogo, sei do meu dever em campo e fora dele também. Fiquei muito feliz com a ligação do Anderson e do Botafogo e espero corresponder a todas as expectativas sobre mim - finalizou.

> Confira a seguir outros temas abordados pelo novo reforço!

ALEX SANTANA, COMPANHEIRO ANTIGO
"Com Alex Santana, joguei uns três anos com ele na base do Internacional, é muito bom jogador. Começou um pouquinho no meio mais para a frente, no profissional retornou um pouquinho, tem jogado mais de segundo volante. Muito bom jogador. Onde ele estiver, vai ajudar bastante"

POSSIBILIDADE DE CAMILO VIRAR COMPANHEIRO NO BOTAFOGO
"Não cheguei a jogar com ele no Internacional. Quando saí de lá, o Camilo não estava ainda. Não sei como está a negociação, isto é com a diretoria do Botafogo, mas se acontecer, seria muito bom. É um jogador muito bom"

DIVERSAS TATUAGENS NO CORPO
"Tem uma, que é a pantera, que até um tempo atrás fiz com meus tios. Até brinquei com eles que faria uma comemoração engatinhando sempre que fizesse gols"