Pitta - Juventude x São Paulo

Com desfalques, Pitta é a esperança de gols do Juventude (Foto: Fernando Alves/ECJuventude)

Sergio Santana
30/04/2022
16:34
Rio de Janeiro (RJ)

A expectativa por parte da torcida e a festa prometem ser marcantes, mas há um adversário do outro lado. O Juventude chega com problemas para enfrentar o Botafogo. A equipe comandada por Eduardo Baptista é uma das quatro que ainda não venceu no Brasileirão. Os times duelam às 11h deste domingo, no Estádio Nilton Santos.

+ Jorge Braga destaca autoestima da torcida do Botafogo e revela meta: '40, 45 mil sócios-torcedores'

O Alviverde não vem lá na melhor fase. Após a estreia com empate, foram duas derrotas seguidas no Campeonato Brasileiro e um começo irregular para Eduardo Baptista. Mesmo assim, o treinador não abre mão de um estilo de jogo baseado em tentar incomodar o adversário. Quem explica é Eduardo Costa, setorista do Ju no "Jornal Pioneiro".

– As principais características do Juventude são a intensidade e a coragem. O Juventude não fica se defendendo apenas. É um time que joga e gosta de marcar alto. O técnico Eduardo Baptista adotou esse estilo após a sua chegada, principalmente na intertemporada após o Gauchão. O principal ponto fraco do Juventude neste momento é a defesa, foram sete gols sofridos em três partidas - explicou, ao LANCE!.

O sistema defensivo realmente causa problemas. O Alviverde só não sofreu gols em cinco dos 17 jogos disputados na temporada. Mesmo assim, Eduardo analisa que o desempenho da equipe no Brasileirão até aqui não reflete, necessariamente, o que a equipe mostra em campo.

– O Juventude chega com bons desempenhos, mas resultados ruins. O time tem conseguido boas atuações, mas ainda não venceu no Brasileirão. O técnico Eduardo Baptista buscará a primeira vitória na Série A. O zagueiro Vitor Mendes está suspenso, o atacante Oscar Ruiz e o centroavante Ricardo Bueno estão no departamento médico - analisou.

+ VEJA A TABELA DO BRASILEIRÃO

As ausências do sistema ofensivo são as mais sentidas, principalmente. Óscar Ruiz vinha sendo titular e, inclusive, marcou um gol contra o São Paulo na Copa do Brasil. Ricardo Bueno, por sua vez, é o vice-artilheiro do Papo no ano. A equipe, contudo, conta com um retorno.

– O Juventude terá a estreia do meia Marlon recuperado de lesão. O jogador é uma das contratações para o Brasileirão, mas ainda não tinha estreado - finalizou o jornalista.