Fábio Santos em ação durante o treino desta segunda

O lateral-esquerdo é uma das armas do Galo para buscar mais três pontos- (Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG)

Valinor Conteúdo
12/09/2018
17:44
Belo Horizonte

O lateral-esquerdo Fábio Santos tem uma carreira recheada de clássicos por São Paulo, Cruzeiro, Corinthians e até no México, onde jogou antes de chegar ao Galo. Essas experiências certamente vão ser importantes para a equipe no duelo contra a Raposa, domingo, 16h, no Mineirão.

A possibilidade do time celeste entrar com uma equipe alternativa, para se concentrar no confronto pela Libertadores contra o Boca Juniors, na quarta-feira, 19 de setembro, não deixa o jogador mais “relaxado”.


- É conversa fiada esse negócio de um time alternativo deixar o jogo mais fácil. São duas grandes camisas. E, seja quem for entrar em campo, vai querer vencer. Já perdi e ganhei clássicos jogando contra times reservas e titulares. Quem estiver mais atento, ganha a partida, disse o lateral do Galo.


Além da motivação natural de um clássico, Fábio Santos comemora 3 3 anos no dia do jogo e obviamente quer comemorar seu aniversário com uma vitória sobre o maior rival.


- Para mim, qualquer meio a zero já é importante. Nada como passar um aniversário, uma data bacana, com uma vitória em clássico. Não dá para programar muita coisa porque a gente nunca sabe o que vai acontecer, essa é a nossa vida. Em 2016, quando cheguei, meu aniversário também caiu em um clássico e acabamos empatando por 1 a 1, no Mineirão. Vamos ver, tomara que a gente possa ganhar e, se eu fizer gol ou não, para mim não tem muita diferença. O importante é ganhar para poder comemorar depois do jogo”, disse


O Atlético-MG pode entrar no G4 em caso de uma vitória e tropeço do Flamengo, o atual quarto colocado do Brasileiro. O Galo está a oito pontos do líder Internacional e o duelo com a Raposa será essencial para chegar à terceira vitória seguida e manter as chances de voos mais altos, como o título brasileiro.