Atlético-MG x Goiás

A noite atleticana teve nos jovens da base a força para conseguir os três pontos diante do Goiás- (Bruno Cantini/Atlético)

Valinor Conteúdo
06/11/2019
23:31
Belo Horizonte

A noite no Mineirão teve ares de juventude de vontade de mostrar serviço. Assim pode ser definida a partida realizada pelos meias Bruninho e Marquinhos, revelações das categorias de base do clube, que começam a ganhar espaço no time profissional. Até agora, ambos vêm demonstrando que além de fôlego, tem muita bola para mostrar dentro de campo.

Diante do Goiás, Marquinhos e Bruninho foram decisivos para o triunfo atleticano por 2 a 0 sobre o esmeraldino. A dupla marcou um gol cada, ambos no segundo tempo, tirando o time mineiro do sufoco, pois vinha de maus resultados, gerando uma enorme pressão da torcida na equipe.

Marquinhos, que cresceu no Maranhão, relatou sua vida difícil antes de se tornar atleta de futebol, se emocionando no gol marcado e após a partida, dedicando o primeiro tento como profissional para o pai, Alcides.

-Tive uma infância difícil em São Luís, sendo cuidador de carros, servente de pedreiro. Quando fiz o gol, nem sabia o que fazer. Dedico o gol ao meu pai Alcides, que me viu marcar como profissional no Mineirão-disse o jovem de 20 anos.

Já Bruninho, filho do ex-lateral Bruno, que jogou no clube nos anos 1990 e 2000, não teve as mesmas dificuldades materiais de Marquinhos e mostrou empatia com a jornada do amigo, além da satisfação de marcar pela segunda vez com a camisa alvinegra. Bruninho aproveitou para valorizar os meninos criados na Cidade do Galo.

- Claro que fico muito feliz. Sei também da luta do Marquinhos. Acabo me emocionando por ele. Vejo muita gente falando que a base do Atlético não revela, que não tem bom jogador, mas hoje provamos o contrário- disse.

A dupla de meias ganhou cartaz com o torcedor e claro, com Vagner Mancini e podem ser o fato novo que a equipe precisava para terminar de forma digna o Brasileiro de 2019.