Leonardo Silva

Léo Silva está com quase 40 anos e deve renovar com o Galo por mais uma temporada- (Foto: Bruno Cantini / Atlético-MG)

Valinor Conteúdo
14/09/2018
18:13
Belo Horizonte

Se fora de campo, o clássico Cruzeiro e Atlético-MG está com pouco respeito por parte das diretorias dos dois clubes, nas quatro linhas os jogadores demonstram cautela ao falar do rival. É o caso do capitão do Galo, o zagueiro Leonardo Silva.

Léo não entra no oba-oba pela possibilidade do time celeste entrar em campo com uma equipe reserva e pede concentração total para fazer um grande clássico e conquistar três pontos em cima do maior rival.
Para o capitão Leonardo Silva, essa é a receita para que o Galo se aproxime dos primeiros colocados na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro.

- Temos que nos concentrar independente de quem joga, independente da formação da equipe. Isso já é um padrão de jogo e, no clássico, tem que ser intensificado para não ter nenhum tipo de relaxamento e para que nenhuma surpresa aconteça. Então, temos que nos concentrar, independente de quem joga, da formação, dos nomes, é o Cruzeiro que entrará em campo e temos que estar preparados para isso, disse.

A sequência no Campeonato Brasileiro é mais valorizada no elenco atleticano do que bater o rival. Em caso de vitória, o Atlético-MG cola de vez no G4.

- Encaramos com a mesma responsabilidade e o mesmo respeito. Não tem desvalorização de ninguém, precisamos ter a concentração e o foco de estar enfrentando o Cruzeiro e não os nomes que lá estão vestindo a camisa. É uma equipe forte, tem um elenco forte, e temos que cuidar de fazer um grande jogo, cuidar do nosso papel, do nosso padrão, para enfrentar uma equipe forte e fazer um bom trabalho, explicou.

Léo Silva concluiu afirmando que, independente das circunstâncias, o clássico não tem favorito.

- Independente dos nomes que vão vestir a camisa, a gente não sabe a escalação e se isso realmente vai acontecer, vai ser um grande jogo. Vamos entrar com a mesma concentração e o mesmo foco independente de quem joga porque é a camisa do Cruzeiro e a camisa do Atlético que entram em campo e aqueles que vestem essas camisas precisam ter a responsabilidade e o foco de fazer um grande jogo. Então, vai ser bem disputado e a responsabilidade continua a mesma. Não tem favorito, independente de quem joga.