Atlético-MG x Chapecoense

Nem gol de pênalti o Atlético-MG conseguiu marcar. O goleiro Tiepo defendeu a cobrança de Di Santo-(Márcio Cunha/Chapecoense)

Valinor Conteúdo
30/10/2019
22:16
Belo Horizonte

Quando o Atlético-MG venceu a Chapecoense no turno, por 2 a 1 de virada, na 10ª rodada, o time mineiro entrou em uma espiral positiva brigando pelas primeiras posições do Campeonato Brasileiro e deixando a sensação para o seu torcedor é que a equipe teria fôlego e futebol para buscar outra vez uma vaga na Libertadores de 2020.

Porém, o reencontro com a Chape, desta vez pela 29ª rodada do segundo turno, com uma derrota humilhante por 2 a 0 em casa, confirmou que o bom início de campeonato foi ilusório e a realidade atleticana é lutar para não entrar na zona do rebaixamento. Com a vitória do Fortaleza, a o Galo caiu para a 13ª posição, mantendo os 35 pontos, ficando apenas seis do 17ª colocado, o arquirrival Cruzeiro, que tem 29 pontos.

Para se ter uma ideia da queda de rendimento atleticana, o time fez apenas oito pontos em 45 disputados. Ou seja, dos 15 jogos que a equipe fez venceu apenas Ceará e Santos, além de empatar com Palmeiras e CSA.

A fase alvinegra inspira cuidados, pois o duelo do próximo sábado contra o Fortaleza, no Castelão, se tornou uma partida decisiva, já que os cearenses também lutam para se afastar do Z4. O Galo é o penúltimo colocado do segundo turno com apenas oito pontos.

Se o discurso após o duelo contra o São Paulo(derrota por 2 a 0) era de preocupação com a proximidade do Z4, agora o sentimento é de vergonha por parte dos jogadores. E de alerta máximo ligado.

-Eu acho que o risco de queda está presente a muito tempo. Estamos fazendo partidas muito ruins dentro de casa. Era uma partida que poderia definir muita coisa para gente. É pedir desculpas para o torcedor. Difícil falar neste momento. Agora é buscar os pontos fora de casa, que a gente também não está conseguindo- disse um indignado Réver.


Outra preocupação para o Galo é o clássico contra o Cruzeiro. Caso o alvinegro perca para o Fortaleza e a Raposa vença os dois próximos jogos, as duas equipes chegarão com a mesma pontuação, tornando o jogo na decisão mais importante do ano, superando até a final do Estadual, vencida pela Raposa.