Cazares está liberado pelo DM do Galo, porém não deve estar em campo diante do Cruzeiro

Desvalorizou! Cazares virou  um problema para o Galo, que tem dificuldades em negociá-lo por um valor que julga ser justo, além de poder perder o jogador de graça,  pois seu contrato se encerra no fim do ano- (Bruno Cantini/Atlético-MG)

Valinor Conteúdo
11/07/2020
15:45
Belo Horizonte

O Atlético-MG tenta achar uma solução para o meia Cazares. O jogador equatoriano, de 27 anos, se transformou em problema para o clube mineiro: mal jogou na temporada, teve várias polêmicas fora de campo, inclusive com contágio pelo coronavírus.

Outro contratempo do alvinegro com o jogador é tentar recuperar parte do que gastou com o atleta, pois seu contrato se encerra no fim deste ano e o Galo tenta receber um valor que considera justo.

Mas, a missão parece complicada, já que no início do ano teve a chance de vender Cazares por 3 milhões de euros(cerca de R$ 12,7 milhões na época), ofertados pelo Al Ain. Porém, o time mineiro achou que o valor era baixo. O tempo passou, Cazares pode sair de graça do Atlético, caso ele assine um pré-contrato com outro time para 2021 e outro time dos Emirados Árabes, o Al Itihaad vê uma chance de contratar o jogar por um valor mais baixo: ofereceu 500 mil dólares em julho(R$ 2,6 milhões) para levar o meia. A informação foi veiculada primeiramente pela Rádio Itatiaia e confirmada pelo L!.

Relação desgastada em 2020

Atlético-MG e Cazares estão em uma relação tensa em 2020. O jogador gerou desgastes com o clube em diversos momentos, inclusive com seu contágio por coronavírus e as festas promovidas pelo jogador em sua casa no meio da quarentena.

Declarações de carinho pelo Corinthians e do desejo de sair do clube também aumentaram o desgaste entre atleta e o Galo. Esse cenário colocou o Atlético com um novo discurso: de aceitar fazer a venda de Cazares antes do fim do seu contrato, que se encerra em dezembro.

Seu empresário, Jorge Marino, disse que o ciclo do jogador no alvinegro está encerrado.

-Cazares não renova, a ideia é sair, não há renovação. O ciclo dele se encerrou no Atlético Mineiro- disse Jorge Marino, em entrevista ao Uol.

Cazares chegou ao Galo em 2016, marcando 41 gols em 205 jogos, sempre sendo esperança de grandes exibições. Porém, seu histórico de polêmicas está na mesma proporção da esperança atleticana em vê-lo ser o líder técnico do time, algo que ainda não aconteceu, apesar dos bons números e qualidade do seu jogo.