Dudamel saiu em defesa do elenco das críticas pelas más atuações

Dudamel ficou apenas 10 jogos no comando do Atlético-MG conseguindo 33% dos pontos disputados-(Reprodução/TV Galo)

Valinor Conteúdo
07/08/2020
16:34
Belo Horizonte

O ex-técnico do Atlético-MG, o venezuelano Rafael Dudamel, que foi demitido no dia 27 de fevereiro, acionou a FIFA para receber cerca de R$ 3,2 milhões do Galo. A cobrança é pelo não pagamento do alvinegro ao treinador de dois meses de salários mais uma multa pela rescisão do contrato, que iria dezembro de 2021.

A informação foi divulgada inicialmente pelo apresentador André Rizek, do Sportv, confirmada pelo L!. O time mineiro já está ciente da situação.

A ida de Dudamel à FIFA, pois não houve acordo entre o treinador e o clube sobre os valores devidos. O treinador ainda está vinculado ao clube mineiro, pois sua rescisão ainda nem foi publicada no BID, da CBF.

O treinador venezuelano chegou ao Atlético-MG em janeiro, ficando apenas 54 dias no comando do time. Ele esteve à frente do Atlético em 10 jogos, com quatro vitórias, quatro empates e duas derrotas, tendo um aproveitamento de 33,3%. Sob sua gestão o Galo foi eliminado da Copa do Brasil e da Copa Sul-Americana.