Rafael fez boas defesas no clássico diante do América-MG

Rafael está se consolidando no gol do Galo, sendo titular em cinco jogos seguidos da equipe  mineira-(Bruno Cantini/Atlético-MG)

Valinor Conteúdo
07/08/2020
16:10
Belo Horizonte

O grande jogo da primeira rodada do Campeonato Brasileiro é o duelo entre Flamengo e Atlético-MG, domingo, 9 de agosto, às 16h, no Maracanã. E, a expectativa em torno da partida é grande, pois colocará o melhor time do país na atualidade, o Fla, contra um postulante a tentar tirar a hegemonia rubro-negra nos gramados brasileiros.

O Galo trata a partida com seriedade e tem “jogado” a responsabilidade do favoritismo para o histórico rival. O goleiro Rafael, que será o titular no domingo, foi direto e claro quando questionado sobre o encontro diante do Fla.


-Sabemos que o Flamengo é um grande adversário, foi campeão no ano passado, e é, como muitos dizem, o time a ser batido-disse o arqueiro alvinegro, que espera empenho do time nos 38 jogos, mas reconhece a importância de começar bem a competição contra um candidato direto ao título nacional.

-Nós sabemos que temos 38 rodadas e todas são importantes, terão a mesma dificuldade. Mais do que focar em um ou outro rival, é importante começar bem. Você largar na frente em um campeonato tão difícil tem uma importância muito grande. Respeitamos muito o Flamengo, sabemos que vai ser um grande jogo, mas vamos fazer o nosso melhor como equipe-disse o goleiro.

Outro ponto explicitado pelo camisa 32 do Galo é a força do Flamengo em casa, mesmo sem sua torcida presente, por causa da pandemia do novo coronavírus.

-Mesmo com o Maracanã sem torcida, vai ser um jogo muito difícil. O Flamengo vai criar muitas dificuldades. Temos que focar no nosso trabalho para poder fazer um grande jogo e buscar um bom resultado- completou Rafael, para em seguida reforçar que o elenco está 100% focado nos jogos do campeonato, mas evitou fazer prognósticos das chances alvinegras pelo título.

-É difícil a gente falar de números, de possibilidade. A gente trabalha de outra forma. A gente tem que pensar que temos que fazer os 100%. Nós temos evoluído, mas é difícil falar em porcentagem. O que temos que focar é fazer jogo a jogo nosso melhor, evoluir, entregar os 100% de dedicação- concluiu o goleiro, que é titular do Galo há cinco jogos.