Fred

Fred é o pivô de uma disputa jurídica entre Cruzeiro e Atlético-MG por uma multa de 10 milhões de reais cobrada pelo clube alvinegro. A vitória do Galo foi em primeira instância- Fernando Michel

Valinor Conteúdo
11/12/2018
18:20
Belo Horizonte

O Atlético-MG venceu a batalha jurídica na Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD), da CBF, a ação que movia contra o Cruzeiro pelo não pagamento da multa rescisória do contrato do atacante Fred, que deixou o Galo para acertar com o Cruzeiro, no fim de 2017.

Com a definição favorável ao clube alvinegro no imbróglio da multa da Fred, avaliada em 10 milhões de reais, o Cruzeiro terá de arcar com o valor e pagar o valor ao Galo. A decisão foi em primeira instância e o time celeste poderá recorrer do resultado e caso perca, já pensa até em levar a ação para a Justiça do Trabalho.

A disputa judicial entre Galo e Raposa começou no fim de 2017, quando Fred acertou sua ida para o Cruzeiro, depois de jogar pelo Atlético-MG. O atacante assinou contrato com o time celeste no dia 22 de dezembro de 2017 e o alvinegro impôs uma condição para ele deixar o clube e ir para o rival: pagar uma multa de R$ 10 milhões.

Fred se resguardou de ser cobrado pelo alto valor. Ele comunicou sobre a multa ao Cruzeiro e disse que só assinaria contrato se o clube celeste assumisse a dívida. Com essa garantia, o atacante se isentou da multa, deixando o problema para o clube celeste. Atleta e representantes da Raposa aceitaram o acordo.

O Cruzeiro se recusou a pagar a multa imediatamente e o Galo entrou com a ação na no CNRD no início de 2018 para tentar receber o valor. Como o time azul deve recorrer, uma definição final do caso deve ocorrer somente em 2019.