Fred - Atlético-MG - 2017

Fred deixou o Atlético no fim de 2017, rumo ao Cruzeiro no ano seguinte, e desde então trava uma disputa judicial com o alvinegro- (Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG/divulgação)

Valinor Conteúdo
01/08/2020
18:57
Belo Horizonte

Durante reunião que aprovou o balanço do Atlético-MG, o Sérgio Sette Câmara revelou, que o Galo espera receber pela ação que o clube move contra o atacante Fred, cerca de R$ 14 milhões. A celeuma entre o alvinegro e o jogador está em disputa desde 2018, após o jogador se transferir para o Cruzeiro mesmo tendo uma cláusula que indicava uma multa de R$ 10 milhões na época.

-O Atlético, na minha gestão e já há alguns anos, é quase invicto nas discussões judiciais. Nós ganhamos praticamente tudo. A discussão com Fred está ainda em fase recursal, mas a decisão da Câmara Arbitral foi unânime. É uma dívida que, hoje, ele tem conosco de praticamente R$ 14 milhões-disse o presidente.

Ao longo do processo, o Atlético obteve vitória na Câmara Nacional de Resolução de Disputas, com contra-ataques da defesa de Fred na Justiça do Trabalho, mas tendo outras derrotas. Por fim, os advogados do jogador recorreram ao Centro Brasileiro de Mediação e Arbitragem (CBMA), última instância que deverá ter uma conclusão na disputa até o fim de setembro.

Outras vitórias jurídicas do Galo

Sérgio Sette Câmara citou que o departamento jurídico do Atlético tem conseguido êxitos em outros casos que envolvem ações de ex-jogadores do clube, como o processo contra o ex-lateral-direito Cicinho, que reduziu uma dívida de R$ 9 milhões para R$ 3,2 milhões e ainda a derrota do Banfield, da Argentina, que acionou a FIFA para receber uma indenização de 15 milhões de dólares, quando o meia Cazares foi contratado. Os argentinos se sentiram lesados na época, pois teriam a preferência de compra junto ao Independiente Del Valle. Porém, o caso foi arquivado.

-Recentemente, tivemos uma vitória maravilhosa na FIFA do Banfield, de 15 milhões de euros. Vamos fazendo a conta. Cicinho, tivemos uma reversão e um crédito para o Atlético de R$ 9 milhões. Trabalho do Raul Olivardes, um advogado muito competente-concluiu Sette Câmara.