Diego Godin fez seu primeiro jogo com a camisa alvinegra e deixou seu gol nas redes do Patrocinense

O duelo que teve a estreia do uruguiao Godin, na manhã de domingo, 6 de fevereiro, teve baixa presença de público no Mineirão-(Pedro Souza/Atlético-MG)

Valinor Conteúdo
08/02/2022
20:53
Belo Horizonte

O Atlético-MG registrou prejuízo no jogo contra o Patrocinense, no ulitmo domingo, 6 de fevereiro, pelo Campeonato Mineiro. O clube só liberou o borderô do jogo dois dias da realização da partida. Foram ao Mineirão  10.601 ver o duelo, gerando caixa negativo no jogo. 


De acordo com o relatório do jogo, publicado pela Federação Mineira de Futebol (FMF), a arrecadação da partida foi de R$ 293.767,98, enquanto as despesas com o jogo foram de 367.143,66, gerandoum prejuízo de R$ 73.375,77 para o Galo. 

A partida terminou 3 a 0 para o Galo.  Um dos motivos para o baixo público foi o alto valor da entrada. O ingresso girava entre R$ 44 a R$ 548 para uma partida de baixa atratividade. 

Não foi o primeiro prejuizo do Galo no Estadual. Na partida contra a Tombense, pela segunda rodada, disputada no Independência, o público foi de apenas: 6.081 presentes, gerando um  prejuízo de quase R$ 60 mil aos cofres alvinegros.