Votação será realizada no auditório Elias Kalil, localizado na sede do Atlético-MG

O Conselho Deliberativo aprovou por unanimidade as contas do clube para 2022-(Foto: Bruno Cantini / Atlético-MG)

Valinor Conteúdo
25/12/2021
16:32
Belo Horizonte

O ano histórico do Atlético-MG com três títulos conquistados (Mineiro, Brasileiro e Copa do Brasil) ainda está sendo celebrado, mas sem perder a visão do futuro. O clube mineiro já projetou suas finanças para 2022 em reunião realizada pelo Conselho Deliberativo, que votou por unanimidade um orçamento com receita liquida de R$ 821 milhões.

A previsão atleticana é de arrecadar cerca de R$447,2 milhões com o futebol masculino, sendo R$53 milhões com bilheteria nos jogos, R$163,6 milhões em premiações (transmissão e imagem), R$140 milhões com transferência de atletas, R$8 milhões com outras receitas de atividades esportivas, R$30 milhões com o programa de sócio-torcedor Galo Na Veia e R$52,1 milhões com patrocínio e marketing. Com os clubes sociais, receitas patrimoniais e de projeto (Lei de Incentivo ao Esporte), o Galo busca arrecadar cerca de R$374 milhões.

O valor do orçamento é mais do que o dobro de 2021, que previa R$ 401 milhões de receita. A expectativa de aumento na receita vem da possível venda dos 49,9 % que o clube ainda possui do Shopping Diamond Mall, que pode render R$ 350 milhões, sendo que parte do valo arrecadado com uma possível venda do centro de compras seja usado para abater dívidas.

As despesas do clube também foram votadas pelo conselho alvinegro, pois a atual dívida do Galo supra R$ 1 bilhão. O time mineiro prevê o pagamento de R$116 milhões de dívidas com outros clubes gastos o Galo reduziu o valor para contratações de R$ 60 milhões caiu para R$40 milhões.