Valinor Conteúdo
31/01/2021
18:01
Belo Horizonte

Com dificuldades, o Atlético-MG venceu o Fortaleza por 2 a 0, gols de Guilherme Arana e Vargas, neste domingo, no Mineirão, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O time cearense fez uma estratégia de jogo focada na defesa, impedindo que o Galo chegasse perto do gol de Felipe Alves. A ausência de Keno, que está com o ligamento do cotovelo esquerdo rompido, foi muito sentida e os gols atleticanos só saíram no segundo tempo.

Atlético-MG x Fortaleza
Galo derrotou o Fortaleza neste domingo (Foto: Divulgação/Atlético-MG)

Outro destaque do duelo foi o VAR, que interferiu diretamente em dois lances capitais: nos pênaltis marcados para o Atlético e para o Fortaleza, que desperdiçou sua cobrança com Osvaldo.

Para os mineiros valeu o resultado, apesar do futebol pouco vistoso. Assim, o Atlético-MG dorme na vice-liderança e seca o Flamengo, que entra em campo nesta segunda-feira contra o Sport. O Galo está com 60 pontos e, mesmo que o Rubro-Negro vença, terminará pelo menos à frente do São Paulo, que foi derrotado na rodada e caiu para a quarta colocação.

Pressão estéril do Galo no primeiro tempo

O time mineiro tinha mais posse de bola, mais presença no campo do Fortaleza, porém, não conseguia executar a maioria das jogadas ofensivas. O Galo até criou duas boas possibilidades de gols, entretanto, o maior domínio durante o jogo na etapa inicial não foi contundente.

Keno fez falta ao time

O atacante é o maior goleador e assistente do Atlético. Sua jogada pelo lado esquerdo era a principal articulação no ataque alvinegro, pois além de passes, conseguia “quebrar” defesas com dribles.

Galo volta mais compacto no segundo tempo

A equipe de Sampaoli se organizou melhor no início da etapa final, aproximou seus homens de frente, com Hyoran, Savarinho Sasha e Vargas, gerando um trabalho melhor na posse de bola em busca do gol.

De Hyoran para Arana, belo gol do Atlético-MG

Guilherme Arana foi um dos acertos do Galo na temporada. O lateral se mostra muito bom no ataque e melhorou muito a parte defensiva, uma de suas deficiências. Quando recebeu liberdade para subir ao ataque, foi servido por Hyoran e em um chute difícil de acertar, abriu o placar para o Atlético, que tinha muitas dificuldades em “furar” a retranca do Fortaleza.

VAR “marca” pênalti para o Galo

Em um chute de Eduardo Sasha, interceptado por Jackson, Leandro Pedro Vuaden revisou a jogada e anotou a penalidade para o alvinegro. Arbitragem não foi bem nesse lance. Interpretação equivocada.

Felipe Alves defendeu...Não, pera..Gol de Vargas

O chileno bateu mal, com defesa do goleiro do Fortaleza, mas no rebote, Vargas colocou a bola no fundo das redes da equipe cearense. O Galo ficou mais tranquilo no jogo com a boa vantagem. Mineiros perdem o quinto pênalti em 13 marcados para o time. Deu sorte que a sobra foi para o atacante alvinegro.

VAR age novamente

David é derrubado na área do Atlético-MG. Vuaden não marca o pênalti. VAR o chama para o monitor e a penalidade é confirmada. Segunda interferência direta do árbitro de vídeo. Uma correta, no pênalti para o Fortaleza e outra equivocada, na penalidade marcara para o Galo.

Osvaldo vai cobrar e…

...Manda a bola na trave, perdendo a chance de diminuir o placar e colocar o Tricolor no jogo.

Sem um bom futebol, Galo segura o resultado e se mantém “vivo” pelo título

O time comandado por Jorge Sampaoli não foi brilhante, mas teve eficácia em anotar seus gols e sair com os três pontos. Isso foi vital para manter a equipe na briga pela conquista do Campeonato Brasileiro.

Próximos jogos

O Galo volta a campo na quarta-feira, 3 de fevereiro, às 21h30, contra o Goiás, no Estádio da Serrinha, na capital goiana. Já o Fortaleza terá pela frente o Coritiba, quinta-feira, 4, no Castelão, às 18h30.

FICHA TÉCNICA DA PARTIDA

ATLÉTICO-MG 2 X 0 FORTALEZA
Data e horário: 31/01/2021, às 17h
​Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e José Eduardo Calza (RS)
VAR: Daniel Nobre Bins (RS)
Cartão amarelo: Jackson (FOR)
Cartões vermelhos:-
Gols: Guilherme Arana, aos 11’-2ºT(1-0), Vargas, aos 21’-2ºT(2-0)

ATLÉTICO-MG (Técnico: Jorge Sampaoli)

Everson; Guga, Réver, Junior Alonso e Guilherme Arana; Jair(Gabriel, aos 41’-2ºT), Allan e Hyoran (Alan Franco, aos 34’-2ºT); Savarino (Calebe, aos 52’-2ºT), Sasha (Nathan, aos 34’-2ºT) e Eduardo Vargas (Marrony, aos 34’-2ºT).

FORTALEZA (Técnico: Léo Porto)

Felipe Alves, Gabriel Dias, Jackson (Quintero, aos 22’-2ºT), Wanderson e Carlinhos; Felipe, Ronald e Tinga (Bergson, aos 36’-2ºT), Luiz Henrique (Mariano Vasquéz, aos 44’-2ºT); David (Ederson, aos, 36’-2ºT) e Wellington Paulista (Osvaldo, aos 23’-2ºT).