Valinor Conteúdo
16/06/2021
21:05
Belo Horizonte

Um grande resultado de uma equipe que está se consolidando cada vez mais. Esse foi o Atlético-MG nesta quarta-feira. O Galo venceu o Internacional por 1 a 0, com gol de Nathan logo no começo do jogo, em duelo pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro, em Porto Alegre.

A partida foi uma demonstração de como o time mineiro será protagonista na competição, enquanto o Colorado segue sem rumo na temporada, precisando de uma agitada para voltar a mostrar um bom futebol. O time gaúcho segue com uma campanha irregular, com quatro pontos, na 13ª posição. O Galo subiu para terceiro, mas pode conseguir até a vice-liderança ao fim da rodada.

A noite de futebol no sul teve um Galo preciso, que controlou o jogo e evitou que o adversário ficasse com muitas ações no jogo. O Inter só conseguiu chegar à meta de Everson pelos vacilos defensivos atleticanos.

Internacional x Atlético-MG
Hulk mais uma vez teve boa atuação com a camisa do Atlético-MG (Foto: Pedro Souza / Atlético-MG)


O Inter caiu na rede do pescador Nathan
Com apenas um minuto de jogo, após jogada de Hulk, que fez o carnaval na zaga do Inter, Nathan saiu na cara de Daniel e não desperdiçou, abrindo o placar para o Galo. O gol deu o controle do jogo ao time mineiro, que teve chances de ampliar diante de um adversário apático e com pouco poder ofensivo. A comemoração foi uma “pescaria” com o elenco. Foi a quinta assistência de Hulk na temporada. 

Nacho não jogou, mas Nathan deu conta do recado
Com gripe, Nacho foi poupado (ele também foi testado para Covid-19 e deu negativo), mas Nathan, que foi especulado no Grêmio nas últimas semanas, entrou e deu conta do recado. Saudável, o meia do Galo é um jogador muito útil ao time.

Vacilos quase fatais
No segundo tempo, Réver perdeu uma bola boba e deixou Thiago Galhardo na cara de Éverson. O atacante do Inter perdeu o gol. Pouco tempo depois, Dodô recuou mal para o goleiro e quase complicou a defesa. Essas situações não podem acontecer no time alvinegro se quiser manter firme sua busca pela liderança.

Internacional ainda sem rumo na temporada
O Colorado não tem padrão definido de jogo, seus principais jogadores não rendem e a chegada de um treinador se faz urgente, para colocar o time nos trilhos e repensar o tipo de jogo que a a equipe quer apresentar em campo. Como está, não terá força para encarar forças do campeonato, como o Galo, Palmeiras, Flamengo e o arquirrival Grêmio.

Galo chega a quinta vitória seguida e agora mostra sua real força
Depois do tropeço em casa, na estreia contra o Fortaleza, o Atlético-MG se ajustou e pos sua força em campo. Já são cinco vitórias seguidas , sendo duas pela Copa do Brasil e três no Brasileirão. Isso mostra que a equipe alvinegra é sim favorita aos títulos que ainda disputa no ano, incluindo o sonho do Brasileirão.

Próximos jogos

O Galo volta a campo no dia 21 de junho, segunda-feira, às 20h, no Mineirão. O Colorado recebe o Ceará no domingo, 20, às 16h, no Beira Rio.

FICHA TÉCNICA DA PARTIDA

INTERNACIONAL 0 X 1 ATLÉTICO-MG
Data: 16 de junho de 2021
Horário: 19h (de Brasília)
Local: Beira Rio, Porto Alegre (RS)
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (SP)
Assistentes: Daniel Luis Marques e Daniel Paulo Ziolli (ambos de SP)
Cartões amarelos: Victor Cuesta (INT), Yuri Alberto (INT), Guilherme Arana (ATL), Danilo Fernandes (INT)
Cartões vermelhos: Cuquinha (Aux. Atlético)
Gols: Nathan, com 1’ de jogo-(0-1)

INTERNACIONAL (Técnico: Osmar Loss)

Daniel; Heitor, Zé Gabriel, Víctor Cuesta (Rodrigo Dourado, aos 30’-2ºT) e Moisés; Johnny (Rodrigo Lindoso, aos 21’-2ºT), Taison (Maurício, aos 6’-2ºT), Edenílson e Patrick; Thiago Galhardo (Caio Vidal-intervalo) e Yuri Alberto (Vinicius Mello, aos 30’-2ºT).

ATLÉTICO-MG (Técnico: Cuca)

Everson; Guga, Gabriel, Réver e Guilherme Arana; Allan, Jair (Dylan, aos 25’-2ºT), Tchê Tchê e Nathan (Dodô, aos 10’-2º (Marrony, aos 25’-2ºT)); Hyoran (Keno, aos 20’-2ºT), Hulk.