Qualificatório define classificados à etapa de abertura, em Campo Grande

Etapa começou nesta terça-feira (Foto: Divulgação/CBV)

RADAR/LANCE!
20/09/2016
20:02
Campo Grande (MS)

A etapa de abertura do Circuito Banco do Brasil Nacional 2016/2017 começou nesta terça-feira, com a disputa do qualificatório em Campo Grande. Quatro times em cada naipe avançaram à fase de grupos, que começa nesta quarta-feira. Destaque para Fiama, atleta que representa Mato Grosso do Sul e conseguiu a vaga. Os jogos ocorrem no Parque das Nações Indígenas, com entrada franca à torcida.

No naipe masculino, 26 times brigaram pelas últimas quatro vagas no torneio em 22 jogos eliminatórios diretos. Conquistaram um lugar à fase principal Adrielson/Gabriel Gouveia, Tiago Castilhos/Marcos Cabral, Gabriel Pereira/Ramon Gomes e Luizão/Gabriel Santiago.

Já no naipe feminino, 14 duplas disputaram quatro vagas em 10 partidas eliminatórias. Atleta da casa, Fiama conseguiu a vaga jogando com a carioca Maria Clara. Também passaram à fase de grupos Juliana Simões/Flávia, Rosimeire Lima/Alba e Lucilia/Shirlei.

O Circuito Banco do Brasil Nacional é composto por 12 duplas em cada naipe. As seis melhores do ranking - que não conseguiram vaga entre as 16 melhores do Open - e dois times convidados (wild card) entram direto na fase de grupos). Os outros quatro times saem da disputa do qualificatório, completando três grupos de quatro.

Já estavam garantidos no naipe masculino Vinícus/Marcus Borlini (ES), Daniel Lazzari/Anderson Melo, Lipe/Jefferson, Bernardo Lima/Fábio Bastos, Fernando/Benjamin, Ícaro/Léo, Richards/Ralph e Pedro Henrique/Felipe Cavazin.

As oito já classificadas no feminino são Ana Patrícia/Carolina Horta, Danielle/Camila, Amanda/Fernanda Nunes, Andréa Teixeira/Leize, Aline/Mayana, Bruna/Solange, Michelle/Thais e Aline/Fabrine.

O Circuito BB Nacional passará por nove cidades até 2017. As cinco etapas realizadas até o final deste ano já estão definidas e acontecem em Campo Grande, Brasília, Uberlândia, Maringá e São José (SC).

Apesar de não garantir classificação direta ao Circuito Brasileiro Open, as duplas campeãs de uma etapa do Nacional fazem mais pontos (260) do que o quinto colocado de uma etapa Open (240). Com isso, a tendência é que ao longo do ano ocorram diversas trocas de posições entre duplas de ambos os circuitos, aumentando a importância das duas competições.