Éder ataca durante jogo do Sada Cruzeiro no Mundial de Clubes (Foto: Divulgação/FIVB)

Éder ataca durante jogo do Sada Cruzeiro no Mundial de Clubes (Foto: Divulgação/FIVB)

LANCE!
05/11/2015
21:11

Dois grandes times se encontrarão nesta sexta feira(6), na decisão da Supercopa Masculina de Vôlei. A partida entre Sada Cruzeiro, vencedor da Superliga, e Funvic/ Taubaté, vencedor da Copa Banco Brasil, acontece às 18h30, no Ginásio Ayrton Senna, em Itapetinga (SP).

Para o duelo, entrarão em quadra grandes nomes do voleibol brasileiro. Pelo Sada Cruzeiro, jogadores de destaque como o levantador William, o oposto Wallace, e os centrais Isac e Éder. Do lado do Funvic/Taubaté, campeão paulista no domingo passado, estão um dos principais nomes da modalidade , o ponteiro Lucarelli, além do líbero Felipe, e o oposto Léozão.

Segundo o técnico do Sada Cruzeiro, Marcelo Mendez, o Mundial conquistado no mês de outubro deu ainda mais disposição para o grupo.

- O grupo se automotiva para ganhar. Depois de viver emoções tão grandes, já temos que nos concentrar em outra disputa. Mas, o Mundial é uma lembrança para toda a vida, nos faz querer continuar crescendo. Cada torneio tem sua motivação, nós queremos sempre vencer, o esporte é assim. Teremos que trabalhar da mesma forma. O Taubaté é um time bom, atletas da seleção brasileira que podem desequilibrar qualquer partida. Temos que ter concentração máxima-, disse Marcelo Mendez.

Cézar Douglas, técnico do Funvic/Taubaté, chega para decisão com problemas. Riad, é desfalque certo. O jogador que ocupa a posição central passou por uma cirurgia no joelho e não atua desde o início da temporada. O time do Vale da Paraíba ainda perdeu o ponteiro Lipe e o central Otávio, além do levantador Raphael que se lesionou no primeiro jogo da final do Paulista.

- Estamos com uma expectativa de aproveitar uma oportunidade de fazer um bom jogo contra o Sada pós-título paulista, onde conquistamos com a força do elenco. Tivemos vários momentos da semifinal e da final que tivemos que trocar os jogadores em momentos pontuais. O Pedro, por exemplo, já foi efetivo no segundo jogo da final, quando o Rapha já estava machucado. Queremos aproveitar essa partida para dar continuidade nesse processo de equipe e nos fortalecer para iniciar a Superliga- concluiu Cézar Douglas.