Seleção Brasileira de Vôlei

Bloqueio do Brasil tenta segurar o ataque russo durante a semifinal (Foto: Divulgação/FIVB)

LANCE!
07/07/2018
13:51
Lille (FRA)

A Seleção Brasileira masculina de vôlei deu adeus à Liga das Nações neste sábado. O que sobrou que controle e qualidade do triunfo sobre a Sérvia, na quinta-feira, faltou em equilíbrio e poder de reação na semifinal contra a Rússia, que venceu por 3 sets a 0, com parciais de 25-17, 25-18 e 25-14, e se classificou para a decisão, contra a França. A equipe de Renan Dal Zotto disputará o terceiro lugar contra os Estados Unidos, neste domingo, às 12h (de Brasília). A briga pelo título acontecerá no mesmo dia, às 15h45.

O JOGO
​O Brasil chegou a abrir o placar, mas a Rússia aproveitou da força para conseguir mais pontos e chegar à primeira parada técnica à frente, com 8/7. A equipe de Renan Dal Zotto ainda chegou a virar o placar, mas a Rússia se saiu melhor e tomou a frente novamente. Um ace de Volvich fez a vantagem russa chegar a cinco pontos. A equipe brasileira recebia o apoio de seu técnico à beira da quadra, mas a motivação não foi suficiente. A Rússia expandiu a diferença e fechou o set em 25/17.

Já no segundo set o Brasil tentou mostrar reação e chegou a equilibrar a força com a Rússia. Desfalcado, no entanto, não foi suficiente. Os russos abriram vantagem sobre os brasileiros e na volta do tempo técnico deixaram a vantagem ainda maior, abrindo 18 a 11. Apesar das tentativas, nada foi suficiente para parar a Rússia, que fechou o set em 25/18. 

Com a vitória cada vez mais distante, a Seleção Brasileira não teve reação diante da seleção russa. Os rivais mantiveram a vantagem e organizaram o jogo da forma que vinham fazendo durante os sets anteriores. Abriram vantagem sobre a equipe de Dal Zotto e garantiram a vitória, fechando o set em 25/14.