icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
22/08/2015
10:14

Após cinco vitórias seguidas, a seleção brasileira masculina infanto-juvenil (sub-19) perdeu a invencibilidade e, com isso, a chance de seguir na disputa pelo título do Campeonato Mundial da categoria, que acontece na Argentina. O time verde e amarelo, comandado por Percy Oncken, foi superado justamente pelo selecionado da casa por 3 sets a 1 (26/24, 21/25, 25/22 e 25/20), em 2h08 de partida, no ginásio da cidade de Resistência.

O Brasil esteve a frente no placar diversas vezes, mas o excesso de erros prejudicou o desempenho do time. Ao todo, foram 38 pontos cedidos aos adversários. O ponto forte da seleção brasileira foi o serviço, que conquistou seis pontos, contra apenas um dos anfitriões. O oposto brasileiro Daniel Pinho teve destaque em quadra e marcou 19 vezes, tornando-se o maior pontuador do duelo.

Na sequência do campeonato a Argentina enfrenta a Rússia em uma das semifinais, enquanto Irã e Polônia disputarão a outra vaga na decisão. Os brasileiros voltam à quadra para a disputa do 5º ao 8º lugar, neste sábado, contra os EUA, às 14h30, no horário de Brasília.

O Brasil tem sete medalhas em mundiais infanto-juvenis masculinos: seis de ouro (1989, 1991, 1993, 1995, 2001 e 2003) e uma prata (2005). Na última edição, em 2013, os brasileiros terminaram na quinta colocação.

Após cinco vitórias seguidas, a seleção brasileira masculina infanto-juvenil (sub-19) perdeu a invencibilidade e, com isso, a chance de seguir na disputa pelo título do Campeonato Mundial da categoria, que acontece na Argentina. O time verde e amarelo, comandado por Percy Oncken, foi superado justamente pelo selecionado da casa por 3 sets a 1 (26/24, 21/25, 25/22 e 25/20), em 2h08 de partida, no ginásio da cidade de Resistência.

O Brasil esteve a frente no placar diversas vezes, mas o excesso de erros prejudicou o desempenho do time. Ao todo, foram 38 pontos cedidos aos adversários. O ponto forte da seleção brasileira foi o serviço, que conquistou seis pontos, contra apenas um dos anfitriões. O oposto brasileiro Daniel Pinho teve destaque em quadra e marcou 19 vezes, tornando-se o maior pontuador do duelo.

Na sequência do campeonato a Argentina enfrenta a Rússia em uma das semifinais, enquanto Irã e Polônia disputarão a outra vaga na decisão. Os brasileiros voltam à quadra para a disputa do 5º ao 8º lugar, neste sábado, contra os EUA, às 14h30, no horário de Brasília.

O Brasil tem sete medalhas em mundiais infanto-juvenis masculinos: seis de ouro (1989, 1991, 1993, 1995, 2001 e 2003) e uma prata (2005). Na última edição, em 2013, os brasileiros terminaram na quinta colocação.