David Nascimento
22/10/2017
08:00
Rio de Janeiro (RJ)

Mais de 30 mil pessoas foram ao Maracanã no último sábado na expectativa de verem o Vasco entrar no G7, zona do Campeonato Brasileiro que dá vaga para a Conmebol Libertadores de 2018. Bastava apenas o Cruz-Maltino derrotar o Coritiba. O resultado não veio, o duelo terminou empatado, mas por conta da sequência, comissão técnica e jogadores do Vasco não estão lamentando.

O Vasco está na oitava colocação do Brasileiro e não será ultrapassado nesta rodada. Dos últimos quatro jogos, foram três vitórias (diante de Avaí, Botafogo e Atlético-GO) e um empate (contra o Coritiba). Dos 12 pontos disputados, dez alcançados. Em entrevista coletiva após o confronto, o técnico Zé Ricardo lembrou deste ponto, o que deixa a torcida vascaína orgulhosa.

- A torcida tem que estar orgulhosa, vínhamos em uma sequência sem perder. Conquistamos dez de 12 pontos. Se fizessem essa proposta antes, assinavam na hora. Coritiba é difícil, está lutando para sair de baixo. Confio muito no nosso trabalho. Vamos nos preparar dentro das nossas potencialidades e tirar os pontos positivos da boa equipe do Flamengo - afirmou o treinador.

Justamente o Flamengo é o próximo adversário do Vasco no Campeonato Brasileiro. No próximo sábado, o Cruz-Maltino encara o arquirrival no Maracanã. Para esta partida, assim como foi no jogo diante do Coritiba, Zé Ricardo não poderá contar com alguns jogadores. Independentemente de quem entra ou sai da equipe, um único ponto é visado pelo treinador: aumentar a produção ofensiva.

- Não podemos lamentar termos jogadores fora. Todas as equipes sofrem com isso. O Coritiba estavam sem o Tiago Real. Nosso jogadores poderiam dar uma produção ofensiva maior, mas não podemos lamentar. Acho que a postura e a confiança já mudou. Estamos encarando, colocando a bola no chão e produzindo. Às vezes não acontece, desta vez o adversário nos colocou em dificuldades - concluiu.

Nesta reta final de Campeonato Brasileiro, cada ponto conquistado é importante na busca pelos objetivos. O trabalho feito pelo técnico Zé Ricardo vem se mostrando bastante importante na reconstrução da equipe, que até o primeiro semestre era dada como certa na briga até o fim contra o rebaixamento na competição - o que atualmente já é praticamente descartado, com olhos por uma Libertadores. Corrigindo os últimos detalhes, o futuro é promissor.