LANCE!
12/08/2017
12:26
Rio de Janeiro (RJ)

Segue a corrida nos bastidores do Vasco entre membros de situação e oposição pela anulação da reunião do Conselho Deliberativo (Code) do clube que culminou em um torcedor do Flamengo ganhando título de sócio honorífico do Vasco - o de emérito. Após ter ido na secretaria do clube na manhã da última quinta-feira e não ter tido acesso aos documentos dos quatro sócios que retiraram as assinaturas do abaixo-assinado, o presidente do Conselho Fiscal, Otto Carvalho, teve ciência dos nomes (lembre toda a história clicando aqui).

Pelo estatuto do Vasco, uma anulação de reunião do Conselho Deliberativo pode ser feita com 60 assinaturas, obrigando assim um novo encontro para análise dos temas envolvidos. Otto Carvalho conseguiu os 60 nomes e protocolou o pedido na secretaria do clube na última segunda-feira. Na quarta-feira à noite, foi surpreendido em nota oficial publicada no site cruz-maltino pelo presidente do Code, Luis Manuel Rebelo Fernandes, com o aviso que quatro pessoas tiraram seus nomes.

O LANCE! teve acesso a esses documentos (confira na galeria acima). Os sócios Iran Ferreira da Silva, Antonio Pires Capella, Nério Meira Silva e João Manuel de Almeida. Esses quatro sócios, basicamente, alegaram que foram induzidos ao erro ao assinar o abaixo-assinado promovido por Otto Carvalho - que ainda não se posicionou sobre o caso. Nos bastidores, o grupo já está atrás de novas quatro assinaturas para recompor as 60 e protocolar novamente o pedido de anulação da reunião que culminou no flamenguista emérito. Fernando Horta, que vem nos bastidores indicando ser oposição, não assinou o documento.