Nenê

Nenê em ação contra o Botafogo (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)

Matheus Babo
28/03/2016
07:00
Rio d Janeiro (RJ)

O clássico deste domingo entre Vasco e Botafogo, em São Januário, foi de baixo nível técnico. Invictos na temporada, as equipes fizeram um duelo disputado no meio-campo e com poucas oportunidades de gol. Para decidir uma partida tão equilibrada, só o jogador considerado diferente. Mais uma vez, foi Nenê que decidiu para o Vasco, com belo passe para Thalles em um momento que o Alvinegro era melhor no jogo.

- O craque faz a diferença no momento crítico. Quando a equipe não está se encontrando bem. Ele não fez uma grande partida, já vi ele jogar muito melhor do que hoje, mas é isso. Ele é diferente. Até falando do Thalles, ele está tendo a leitura do que está acontecendo. É o que o Nenê tem de sobra. Ele enxerga tudo que acontece em volta dele. É fundamental - explicou.

E não foi só Nenê que agradou o treinador. Além do camisa 10, outro jogador experiente do meio-campo foi muito elogiado pelo comandante pela atuação diante do Botafogo: Marcelp Mattos. O volante ganhou a maioria das divididas e deixou seu chefe bem feliz:

- Um dos jogadores que foi um monstro hoje (domingo) foi o Marcelo Mattos. Dominou o meio-campo, no confronto do mano a mano ele foi muito bem e tem demonstrado o quanto vem sendo efetivo e importante para nossa equipe. Era um cara jogador que estava em baixa depois  da saída do Botafogo e está nos ajudando muito neste ano.