David Nascimento
16/06/2017
08:00
Rio de Janeiro (RJ)

Os números do Vasco no setor defensivo estão preocupando a diretoria, comissão técnica e torcida para a sequência do Campeonato Brasileiro. Depois da disputa de sete partidas, o Cruz-Maltino está com a defesa mais vazada da competição - são 17 gols sofridos, uma média de 2,42 gols/jogo. Muito por culpa dos pênaltis cometidos, os jogadores da posição do elenco estão recebendo uma atenção especial para que o problema seja resolvido e mostre sinais de evolução já na partida deste sábado, contra o Avaí, em São Januário.

Apenas o goleiro Martin Silva que vem sendo poupado das críticas. O lateral-direito Gilberto, os zagueiros Breno e Paulão, além do lateral-esquerdo Henrique estão cometendo falhas que não estão sendo vistas com bons olhos internamente. Já há uma corrente que aponta a necessidade da contratação de mais um lateral-esquerdo para a disputa do Campeonato Brasileiro. Na zaga, o Cruz-Maltino segue no aguardo da rescisão de Anderson Martins no Qatar, na expectativa de que ele possa reforçar a equipe no segundo semestre da temporada.

Somando a isto, as falhas de estratégia do técnico Milton Mendes prejudicam ainda mais o Vasco. A análise é da necessidade de uma melhora não apenas no setor defensivo, mas também no ofensivo para que o time passe a sofrer um menor número de gols. A formação com três volantes já deu sinais de que não funciona, e a expectativa para os setor é a estreia de Bruno Paulista, que o Cruz-Maltino espera acontecer a partir da próxima semana. Vale lembrar que o atleta vem treinando em São Januário há meses e como vem do Sporting, de Portugal, há a obrigação da espera pela abertura da janela internacional na terça-feira.

- Acho que a cada jogo a gente tem uma estratégia. Milton deixou claro qual era a nossa. Segurar a bola no primeiro tempo porque eles são fortes aqui, a torcida empurra bastante. Conseguimos empatar no primeiro tempo. Normal eles tomarem conta. Arthur foi muito feliz naquele chute, que nem é a perna boa dele. Temos que trabalhar para ter a mesma atuação dentro e fora de casa - avaliou o meia Andrezinho após a derrota para a Chapecoense na última quarta-feira em Chapecó ao analisar as diferenças do Vasco dentro e fora de casa.

O Vasco faz na tarde desta sexta-feira o último treino antes da partida contra o Avaí, neste sábado, em São Januário. Se os trabalhos especiais para o setor defensivo vão dar certo apenas o tempo para saber. Do torcedor, esse é o desejo.