icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
27/08/2015
17:32

Em busca de opções no mercado para reforçar o plantel, o São Paulo recebeu nos últimos dias a possibilidade de contratar o zagueiro Léo, atualmente no Cruzeiro. O jogador foi oferecido ao presidente Carlos Miguel Aidar, que passou o caso ao departamento de futebol. O técnico Juan Carlos Osorio e o coordenador técnico Milton Cruz estudam se vale a pena trazer o atleta.

Léo tem sido reserva do Cruzeiro e disputou cinco jogos no Campeonato Brasileiro. A situação permite que o atleta se transfira a outro clube da competição. O regulamento prevê que isso não pode mais acontecer quando o jogador completa sete jogos.

A zaga é uma das necessidades do elenco atual do São Paulo, reduzido após a perda de oito atletas desde a chegada do técnico Juan Carlos Osorio. Três deles foram zagueiros: Paulo Miranda (Red Bull Salzburgo, da Áustria), Rafael Toloi (Atalanta, da Itália) e Dória (retornou de empréstimo para o Olympique de Marselha). Em contrapartida, chegou Luiz Eduardo, do São Caetano.

Além de um zagueiro, na visão da comissão técnica o time precisa de um meia para substituir Ganso e um atacante com características de centroavante, uma lacuna no elenco neste momento. Luis Fabiano se recupera de uma torção no joelho direito e deve ficar pelo menos mais três semanas fora, enquanto Alan Kardec se recupera de uma cirurgia no joelho direito e deve voltar a jogar em outubro.

Vale lembrar que o São Paulo atravessa um delicado momento financeiro e só deve aceitar a negociação caso não tenha que arcar por ela. Léo tem 27 e começou a carreira no Grêmio, do qual saiu para o Palmeiras em 2010. Não se firmou na equipe paulista e, no mesmo ano, fechou com o Cruzeiro. Foi campeão brasileiro em 2013 e 2014.

Em busca de opções no mercado para reforçar o plantel, o São Paulo recebeu nos últimos dias a possibilidade de contratar o zagueiro Léo, atualmente no Cruzeiro. O jogador foi oferecido ao presidente Carlos Miguel Aidar, que passou o caso ao departamento de futebol. O técnico Juan Carlos Osorio e o coordenador técnico Milton Cruz estudam se vale a pena trazer o atleta.

Léo tem sido reserva do Cruzeiro e disputou cinco jogos no Campeonato Brasileiro. A situação permite que o atleta se transfira a outro clube da competição. O regulamento prevê que isso não pode mais acontecer quando o jogador completa sete jogos.

A zaga é uma das necessidades do elenco atual do São Paulo, reduzido após a perda de oito atletas desde a chegada do técnico Juan Carlos Osorio. Três deles foram zagueiros: Paulo Miranda (Red Bull Salzburgo, da Áustria), Rafael Toloi (Atalanta, da Itália) e Dória (retornou de empréstimo para o Olympique de Marselha). Em contrapartida, chegou Luiz Eduardo, do São Caetano.

Além de um zagueiro, na visão da comissão técnica o time precisa de um meia para substituir Ganso e um atacante com características de centroavante, uma lacuna no elenco neste momento. Luis Fabiano se recupera de uma torção no joelho direito e deve ficar pelo menos mais três semanas fora, enquanto Alan Kardec se recupera de uma cirurgia no joelho direito e deve voltar a jogar em outubro.

Vale lembrar que o São Paulo atravessa um delicado momento financeiro e só deve aceitar a negociação caso não tenha que arcar por ela. Léo tem 27 e começou a carreira no Grêmio, do qual saiu para o Palmeiras em 2010. Não se firmou na equipe paulista e, no mesmo ano, fechou com o Cruzeiro. Foi campeão brasileiro em 2013 e 2014.