icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
10/06/2014
12:16

Nos últimos dias, Zico chegou a criticar a postura da atual diretoria do Flamengo, pelo momento do clube no Campeonato Brasileiro e, principalmente, após a demissão de Jayme de Almeida. Entretanto, nesta segunda, o Galinho elogiou a política de quitação das dívidas do clube, mesmo que isso custe o rebaixamento do Rubro-Negro para a Série B, em 2015.

O eterno ídolo rubro-negro citou o rubro-negro, o Milan (ITA), como exemplo de reestruturação financeira. Depois do rebaixamento, a equipe italiana ser uma atual potência do futebol.

- Sou sempre a favor de pagar as dívidas. Se existe o compromisso, tem que assumir isso em primeiro lugar. Não se pode deixar famílias dependendo disso e simplesmente não pagar. Tem que abrir mão de outras coisas para cumprir o pagamento das dívidas, isso tem que estar acima de qualquer coisa, inclusive de permanecer na primeira divisão. O Milan se tornou uma grande potência depois que caiu para a segunda, não é demérito nenhum. Claro que não cair é melhor, não há motivo para retroceder, se pode crescer - disse o Galinho no próprio programa, na Rádio Globo.

Acabou o amor! Torcedores do Flamengo fazem protesto na Gávea

Eterno camisa 10 ainda afirma que o planejamento feito para o futebol nesta temporada não foi dos melhores, contudo, acredita que o clube consiga fazer as duas coisas sem perder nos dois lados.

- Acho que dá para fazer as duas coisas. A diretoria está cometendo erros no futebol, mas ao mesmo tempo estão dando uma nova dimensão ao clube. Claro que a torcida não quer saber disso, nem ser gozada. Esse é o problema. Tem que saber separar as coisas: quem deve, paga. Dá para construir um bom time e permanecer na elite - comentou o Galinho.