icons.title signature.placeholder Igor Siqueira e Thiago Correia
18/06/2014
21:04

A zona mista depois do jogo de quarta-feira entre Espanha e Chile estava concorrida. Do lado europeu, uma tristeza muito grande pela derrota e consequente eliminação na Copa do Mundo, desolação, procura por desculpas, e algumas discordâncias entre os líderes do elenco da Fúria. Uma frase de Xabi Alonso, o primeiro jogador a falar, deu o que falar.

– Não soubemos manter a convicção, a fome. Depois de muitos êxitos, alegrias, cumprimos muitas coisas. E não soubemos manter, e agora é frustrante – disse o camisa 14, que falhou no primeiro gol da seleção chilena.

Iniesta era um dos mais desolados. Antes de encarar a imprensa, encostou na parede e quase chorou. Mas discordo de Alonso:

– Não sei se faltou fome. Foi a sua opinião... Se não conseguimos, não foi por falta de vontade. Fomos a campo e não estivemos à altura.

Sergio Ramos, que falou na qualidade de um dos capitães da equipe, lembrou que jogadores que representam a Espanha não podem perder motivação.

– A Espanha tentou ganhar, demos tudo. O jogador que veste a camisa da seleção tem que estar orgulhoso, ter fome e vontade de ganhar – disse o zagueiro.