icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
16/06/2014
15:04

Enquanto grava sua segunda participação como técnico em edições do The Ultimate Fighter, Fabricio Werdum já vê muitas diferenças da experiência em relação à gravação do TUF Brasil 2. O brasileiro é técnico do primeiro TUF da América Latina, que está sendo gravado nos Estados Unidos, ao lado de Cain Velásquez e afirmou que a produção no país americano é "incomparável".

Em entrevista ao site "Tatame", Werdum não poupou críticas à equipe que organizou o reality show em solo brasileiro. Segundo o atleta, os produtores tratavam os lutadores "que nem bicho".

- A organização não tem nem comparação. A produção no Brasil estava se lixando para a gente. Se você queria uma simples camisa para dar para um lutador treinar, tinha que falar com o Dana White. Os caras faziam de tudo para complicar. Nos Estados Unidos, eles valorizam e respeitam o atleta. No Brasil, nos tratavam igual bicho. A qualidade dos atletas é a mesma, mas a produção dos programas é incomparável - revelou o peso-pesado.

Fabricio Werdum e Cain Velásquez estrelam o primeiro TUF América Latina, que começou a ser gravado em maio deste ano. Ao final do reality show, os treinadores se enfrentam em disputa do título peso-pesado do UFC, no dia 15 de novembro, na Cidade do México.