icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
07/07/2013
01:39

Inacreditável. A categoria dos médios do UFC tem um novo campeão. Chris Weidman nocauteou Anderson Silva no segundo round da luta principal do UFC 162, que aconteceu neste sábado, em Las Vegas (EUA). O brasileiro começou o combate de forma séria, mas acabou incorporando seu "lado negro", já conhecido de antigas lutas, e começou a querer humilhar seu oponente. O americano não se abalou, manteve seu foco e conseguiu encaixar um cruzado no esquerdo que o levou à lona. O cinturão tem novo dono após mais de seis anos. Na entrevista após a luta, Spider ainda deixou seu futuro em questão.

- Eu trabalhei duro para essa luta. Respeito meus fãs no UFC, pois meu grande sonho era trabalhar aqui, isso mudou minha vida, eu moro aqui nos EUA, agradeço a todos do UFC. Chris Weidman é o novo campeão. Ele tem o meu respeito e ele agora é o melhor. Ele é o novo campeão. Não quero uma revanche. Não luto mais pelo cinturão. Estou cansado. Vou relaxar e ver o que vou fazer da minha carreira. Não luto mais pelo cinturão. Meu legado está feito. Meu plano agora é voltar para a minha família, relaxar e voltar ao Brasil. Brasil, eu tentei, ele é o novo campeão e deve ser respeitado - disse ainda no octógono o campeão, que logo após após deu uma declaração forte ao ser questionado sobre seu futuro:

- Talvez eu pare. Mas, agora eu não quero pensar nisso. Quero ficar com a minha família e descansar - declarou.

Chris Weidman acerta cruzado de esquerda que derruba Anderson Silva (Foto: Getty Images)

O americano parecia não acreditar no que acabara de fazer e declarou que estava preparado para lidar com as provocações do lutador brasileiro.

- Me sinto incrível por isso. Imaginei isso acontecendo. Isso pareceu surreal. Obrigado ao Bruce Lee e às artes marciais mistas. Eu achei que ele não deveria brincar comigo. Eu sabia que poderia fazer isso - disse o novo campeão, ainda no octógono.

A LUTA

1º round
O combate começou como o esperado. Chris Weidman foi logo para as pernas do brasileiro e conseguiu impôr seu jogo de wrestling. Em um momento inusitado, Chris chegou a encaixar uma finalização no chão, onde levou perigo. Mas, dali em diante, Anderson começou a humilhar o adversário. Com provocações, Spider pedia para o americano golpear seu rosto e esnobava o esforço do oponente.

2º round
O brasileiro continuou brincando e provocando o americano e o resultado foi uma lição. Com um soco no queixo, Weidman derrubou o então maior campeão do UFC e se tornou o novo dono do cinturão dos médios do UFC. É verdade!

Weidman comemora conquista da maior vitória da história do UFC (Foto: Getty Images)

> Confira abaixo os resultados completos do UFC 162:

Card principal
Frank Edgar derrotou Charles Oliveira na decisão unânime dos juízes;
Tim Kennedy venceu Roger Gracie na decisão unânime dos juízes;
Mark Muñoz derrotou Tim Boescht na decisão unânime dos juízes;
Cub Swanson derrotou Dennis Siver por nocaute técnico no R3;
Card preliminar
Andrew Craig derrotou Chris Leben na decisão dividida dos juízes;
Norman Parke derrotou Kazuki Tokudome na decisão unânime dos juízes;
Gabriel Napão derrotou Dave Herman por nocaute técnico no R1;
Edson Barboza derrotou Rafaello Trator por nocaute técnico no R2.
Brian Melancon derrotou Seth Baczynski por nocaute no R2;
Mike Pierce derrotou David Mitchell por nocaute técnico no R2.

Inacreditável. A categoria dos médios do UFC tem um novo campeão. Chris Weidman nocauteou Anderson Silva no segundo round da luta principal do UFC 162, que aconteceu neste sábado, em Las Vegas (EUA). O brasileiro começou o combate de forma séria, mas acabou incorporando seu "lado negro", já conhecido de antigas lutas, e começou a querer humilhar seu oponente. O americano não se abalou, manteve seu foco e conseguiu encaixar um cruzado no esquerdo que o levou à lona. O cinturão tem novo dono após mais de seis anos. Na entrevista após a luta, Spider ainda deixou seu futuro em questão.

- Eu trabalhei duro para essa luta. Respeito meus fãs no UFC, pois meu grande sonho era trabalhar aqui, isso mudou minha vida, eu moro aqui nos EUA, agradeço a todos do UFC. Chris Weidman é o novo campeão. Ele tem o meu respeito e ele agora é o melhor. Ele é o novo campeão. Não quero uma revanche. Não luto mais pelo cinturão. Estou cansado. Vou relaxar e ver o que vou fazer da minha carreira. Não luto mais pelo cinturão. Meu legado está feito. Meu plano agora é voltar para a minha família, relaxar e voltar ao Brasil. Brasil, eu tentei, ele é o novo campeão e deve ser respeitado - disse ainda no octógono o campeão, que logo após após deu uma declaração forte ao ser questionado sobre seu futuro:

- Talvez eu pare. Mas, agora eu não quero pensar nisso. Quero ficar com a minha família e descansar - declarou.

Chris Weidman acerta cruzado de esquerda que derruba Anderson Silva (Foto: Getty Images)

O americano parecia não acreditar no que acabara de fazer e declarou que estava preparado para lidar com as provocações do lutador brasileiro.

- Me sinto incrível por isso. Imaginei isso acontecendo. Isso pareceu surreal. Obrigado ao Bruce Lee e às artes marciais mistas. Eu achei que ele não deveria brincar comigo. Eu sabia que poderia fazer isso - disse o novo campeão, ainda no octógono.

A LUTA

1º round
O combate começou como o esperado. Chris Weidman foi logo para as pernas do brasileiro e conseguiu impôr seu jogo de wrestling. Em um momento inusitado, Chris chegou a encaixar uma finalização no chão, onde levou perigo. Mas, dali em diante, Anderson começou a humilhar o adversário. Com provocações, Spider pedia para o americano golpear seu rosto e esnobava o esforço do oponente.

2º round
O brasileiro continuou brincando e provocando o americano e o resultado foi uma lição. Com um soco no queixo, Weidman derrubou o então maior campeão do UFC e se tornou o novo dono do cinturão dos médios do UFC. É verdade!

Weidman comemora conquista da maior vitória da história do UFC (Foto: Getty Images)

> Confira abaixo os resultados completos do UFC 162:

Card principal
Frank Edgar derrotou Charles Oliveira na decisão unânime dos juízes;
Tim Kennedy venceu Roger Gracie na decisão unânime dos juízes;
Mark Muñoz derrotou Tim Boescht na decisão unânime dos juízes;
Cub Swanson derrotou Dennis Siver por nocaute técnico no R3;
Card preliminar
Andrew Craig derrotou Chris Leben na decisão dividida dos juízes;
Norman Parke derrotou Kazuki Tokudome na decisão unânime dos juízes;
Gabriel Napão derrotou Dave Herman por nocaute técnico no R1;
Edson Barboza derrotou Rafaello Trator por nocaute técnico no R2.
Brian Melancon derrotou Seth Baczynski por nocaute no R2;
Mike Pierce derrotou David Mitchell por nocaute técnico no R2.