icons.title signature.placeholder Fábio Aleixo
21/03/2014
13:15

Campeão olímpico de duplas em Pequim-08 ao lado de Roger Federer, Stanislas Wawrinka conseguiu no início deste ano o maior feito individual de sua carreira, ao ficar com a taça do Aberto da Austrália, a sua primeira em um Grand Slam.

Questionado sobre qual dos dois feitos foi mais relevante, Wawrinka exaltou o que consgeuiu em 2008, mas ressaltou que o título em Melbourne serve como um divisor de águas na carreira.

- Esta é uma pergunta difícil. Pequim foi muito especial porque ganhamos como um time e pudemos celebrar juntos. Ganhar um Grand Slam é enorme, como um sonho, uma grande compensação por tudo o trabalho duro. Penso que foi mais emotivo em Pequim, mas para a minha carreira Melbourne foi provavelmente mais importante - afirmou em entrevista exclusiva ao LANCE!Net.

Em Pequim, Federer e Wawrinka conquistaram a medalha de ouro ao derrotar na decisão os suecos Simon Aspelin e Thomas Johanson por 3 sets a 1 (6-3, 6-4, 6-7 [4-7] e 6-3). Na semifinal, eles haviam superado os favoritos Mike e Bob Bryan por 2 sets a 0, com parciais de 7-6 (8-6) e 6-4.

Já na conquista do Aberto da Austrália, Wawrinka derrubou em sua trajetória o primeiro e o segundo colocados do ranking mundial. Nas quartas de final, fez 3 sets a 2 (2-6, 6-4, 6-2, 3-6 e 9-7) sobre o vice-líder Novak Djokovic.

Na decisão, ele passou pelo líder Rafael Nadal por 3 sets a 1, com parciais de 6-3, 6-2, 3-6 e 6-3.