icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
25/02/2015
14:02

De volta aos treinos após uma cirurgia de septo nasal, o zagueiro Marlon é uma das esperanças do técnico Cristovão Borges para acertar o setor defensivo do Tricolor. Feliz pelo retorno, o jogador ainda não participou de nenhum jogo nesta temporada, já que esteve a serviço da Seleção Brasil Sub-20. Ciente de que terá que brigar por uma vaga no time, ele não esconde a ansiedade em poder jogar novamente.

- Não pude participar da pré-temporada com o Fluminense, mas foi por uma boa causa, graças a Deus. Estava realizando um dos meus objetivos que era jogar pela Seleção Brasileira Sub-20 em um torneio internacional. Agora vou começar do zero e trabalhar bastante para reconquistar o meu espaço e somar com o grupo – disse o zagueiro, lembrando o tempo em que ficou afastado:

- Muito chato. Como todo jogador, gosto de atuar em campo. Infelizmente, houve um imprevisto, mas eu tenho que assimilar. Se Deus quiser, vou voltar, dar o meu melhor e continuar honrando a camisa do Fluminense.

Marlon foi a principal revelação do Fluminense na temporada passada. Com muitos problemas de lesão na defesa, o jogador acabou ganhando uma oportunidade e soube aproveitar. Ele foi um dos destaques da campanha do time no Brasileirão e elogia os novos companheiros que foram promovidos para o time profissional neste ano:

- Os garotos que subiram são muito qualificados, estão sempre prontos para ajudar o Fluminense da melhor forma possível. Somos uma família. Independentemente de vitória ou derrota, vamos ficar sempre juntos. O fato de nos conhecermos tão bem ajuda, mas sabemos que precisamos amadurecer e pegar experiência com os mais velhos – concluiu.