icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
14/11/2013
16:49

Rhayner chegou ao Fluminense no início do ano como uma aposta. O jogador havia se destacado no Campeonato Brasileiro vestindo a camisa do Náutico e chamou atenção do então técnico tricolor Abel Braga, que recomendou sua contratação. A diretoria foi atrás e o trouxe para o Rio. De lá para cá, o camisa 22 passou por altos e baixos e agora reencontra o ex-clube e o time titular.

Ao ser anunciado, Rhayner ficou conhecido pela torcida como "o atacante que não marcava a dois anos". Maravilhado (como o próprio costumava dizer) com a disposição tática e entrega de Rhayner nos jogos, Abelão deu muitas oportunidades ao jogador no Campeonato Carioca. Ele correspondeu e ganhou a vaga no time titular, fazendo jogos na Libertadores.

Não demorou muito e o jejum de dois anos sem balançar as redes acabou. Antes disso, ele vinha ganhando espaço no time e teve uma grande oportunidade, mas acabou perdendo um pênalti contra o Volta Redonda. O peso do jejum retornou e só acabou após um gol "sem querer" (quando Rhayner quis cruzar) diante do Resende.

Dali em diante, passou a ser jogador de confiança de Abel, mas caiu de rendimento e perdeu espaço após sofrer uma lesão muscular. Com Luxemburgo, teve menos oportunidade e o rendimento pessoal baixou, assim como de todo o time. Na última quarta, no segundo treino à frente do time, Dorival Júnior resolveu mudar e o colocou na equipe titular que vai encarar o seu ex-clube.

Lanterna do campeonato e matematicamente rebaixado, o Náutico vai tentar surpreender o Fluminense nesta quinta-feira, no Maracanã. Será que o ex-jogador do Timbu vai evitar uma surpresa?

NÚMEROS DE RHAYNER:

NÁUTICO - BRASILEIRÃO 2012:

Jogos: 35
Gol: Nenhum
Assistências: 5

FLUMINENSE - 2013:

Jogos: 44
Gols: 4
Assitências: Nenhuma