icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
15/06/2014
14:55

Neste domingo, Suíça e Equador fizeram a primeira partida do dia e do Grupo E. Os times jogaram às 13h, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. Cabeças-de-chave, os Suíços fizeram jus ao favritismo e venceram, mas não foi tarefa simples. O jogo foi bastante equilibrado, e a vitória só saiu na última jogada da partida. O Equador mostrou um futebol ofensivo, e não deu descanso para a defesa adversária, bem como La Nati, que mostrou um ataque perigoso, e uma defesa não tão segura como outrora.

No primeiro tempo, o Equador tomou a iniciativa, mas logo os Suíços equilibraram as ações. O jogo seguiu aberto, com a seleção suíça tocando mais a bola e La Tri marcando a saída de bola adversária. Aos 21 minutos do segundo tempo, Enner Valencia aproveitou falha da zaga, e subiu sozinho para completar de cabeça a cobrança de falta de Ayaoví. Após o gol, os equatorianos recuaram, jogando no contra-ataque. Enquanto isso, a Suíça tinha dificuldade em penetrar na retranca, tendo poucas chances claras. No final do primeiro tempo, os sulamericanos ainda ensairam uma pequena pressão.

Na etapa final, gol relâmpago e virada no último minuto

Na volta, a Suíça veio fulminante. O atacante Mehmedi, que entrara no intervalo no lugar de Stocker, no seu primeiro toque de bola, empatou a partida. A aposta do técnico Hitzfeld justificou sua entrada subindo mais que a zaga tricolor após cobrança de escanteio logo aos dois minutos. O jogo seguiu disputado, com a Suíça sempre tendo mais a posse de bola e o Equador tendo as chances mais claras de marcar nos contra-ataques. Os Suíços tiveram um gol bem anulado, e Shaqiri perdeu boa chance em contra-ataque, chutando para a fora. La Tri ameaçou com bons chutes de Enner Valencia e Jefferson Monteiro, e teve ajuda do goleiro Benaglio, que saiu mal após lançamento e viu o zagueiro Von Bergen resolver para a seleção européia. Até o fim da partida, o jogo seguiu aberto, pois ambos os times seguiam atacando com perigo. Tanto que no último minuto os suíços viraram a partida em contra-ataque veloz pela esquerda, completado por Seferovic, que também começou o jogo no banco de reservas.

Os times agora só voltam a campo na proximo sexta, para a segunda rodada do grupo. Suíça realiza o duelo europeu com a França, em Salvador, às 16h. Já Equador vai à Curitiba encarar Honduras, às 19h.


EQUADOR 1 X 2 SUÍÇA

LOCAL: Mané Garrincha, Brasília
DATA-HORA: 15/6/2014 - 13h
ÁRBITRO: Ravshan Irmatov (Uzbequistão)
AUXILIARES: Abduxamidullo Rasulov e Bakhadyr Kochakarov (Uzbequistão)

PÚBLICO: 68.351 presentes
CARTÕES AMARELOS: Paredes (EQU), Djourou (SUI)
CARTÕES VERMELHOS: Não houve
GOLS: Enner Valencia (Equador - 23'/1ºT), Mehmedi (Suíça - 02'/2ºT) e Seferovic (Suíça - 48'/2ºT)

EQUADOR: Domínguez; Paredes, Guagua, Erazo e Ayoví; Carlos Gruezo, Christian Noboa, Antonio Valencia e Jefferson Montero (por Rojas, aos 31'/2ºT); Enner Valencia e Felipe Caicedo (por Arroyo, aos 26'/2ºT)
TÉCNICO: Reinaldo Rueda

SUÍÇA: Benaglio; Lichsteiner, Djourou, Von Bergen e Ricardo Rodríguez; Inler, Behrami, Stocker (por Mehmedi, no intervalo), Xhaka e Shaqiri; Drmic (por Seferovic, aos 29'/2ºT)
TÉCNICO: Ottmar Hitzfeld.