icons.title signature.placeholder Eduardo Mendes
20/11/2013
08:03

Na lista do Flamengo para a função de executivo de futebol em 2014, Felipe Ximenes esteve reunido com o vice Wallim Vasconcellos, na semana passada, no Rio. Em pauta, ponderações sobre um novo convite, com a possibilidade de o dirigente assumir o departamento no ano que vem.

Além do projeto, as partes chegaram a tratar sobre valores e a pedida do dirigente se enquadra dentro da realidade do Flamengo. Situação diferente do ano passado, quando Ximenes custaria R$ 150 mil, R$ 60 mil a mais do que o clube desembolsa a Paulo Pelaipe conforme estipulado em contrato. Ximenes, entretanto, nega a procura.

Apesar de já ter sido procurado pelo clube, o diretor não é uma unanimidade. A principal preocupação é com o fato de ele não ter feito ainda um trabalho de sucesso à frente de um clube de grande torcida e não saber lidar com o ambiente de pressão. Alexandre Mattos, do Cruzeiro, também agrada, mas ele irá renovar com a Raposa.

E MAIS
- Pelaipe receberá R$ 360 mil de prêmio se Fla vencer a Copa do Brasil
- Felipe Ximenes quer começar 2014 trabalhando, mas nega contato do Fla

Ximenes, por sua vez, é o nome preferido de Wallim Vasconcellos. Foi o próprio vice de futebol quem procurou o executivo no ano passado, quando ele ainda tinha contrato com o Coritiba. As partes, porém, não chegaram a um denominador financeiro comum.

Antes mesmo de ter algo concreto, a sucessão de Paulo Pelaipe, que deve ser confirmada no fim do ano, já causa rusga no alto comando. Isso porque alguns dirigentes não aprovaram a iniciativa de Wallim ter se reunido sozinho com Ximenes para tratar de um assunto que envolve o futebol do Flamengo.

É importante lembrar que Paulo Pelaipe, mesmo tendo rejeição interna, foi bancado pelo ex-presidente Kleber Leite. A despeito de não ter cargo na atual gestão, Leite articula nos bastidores e tem Plinio Serpa Pinto, nomeado recentemente como vice de relações externas, grande aliado dentro do futebol rubro-negro.