icons.title signature.placeholder Renato Rodrigues
22/03/2014
11:44

O casamento entre Corinthians e Emerson Sheik vai ficando cada vez mais próximo de acabar. Mesmo recuperado de dores na panturrilha, o atacante foi barrado mais uma vez pelo técnico Mano Menezes e não foi relacionado para enfrentar o Atlético Sorocaba, neste domingo, às 16h, no Pacaembu, na despedida do clube do Campeonato Paulista deste ano.

Ele treinou normalmente com os companheiros dentro de campo e o desânimo já fica evidente no rosto do jogador. Durante um trabalho de finalizações, por exemplo, o camisa 11 praticamente não acertou nada. Sem ser aproveitado, os indícios de que sua saída está próxima ficam ainda mais fortes. A versão oficial do Corinthians, porém, é que ele está passando por um processo de recondicionamento físico, e por isso a ausência.

Emerson já esteve perto de ir para Grêmio e Atlético-MG. A ida para Minas Gerais, aliás, teve a ver com uma possível troca pelo também atacante André. Por conta dos altos valores de salários do corintiano (cerca de R$ 500 mil por mês), as negociações com os mineiros travaram, mesmo motivo para o Sheik não ter ido para o Rio Grande do Sul.

A insatisfação com o atleta pelos lados do Parque São Jorge é antiga. Depois de ganhar um voto de confiança de Mano, já que com Tite ele não vinha bem na última temporada, o jogador caiu em desgraça também com o novo comandante. 

A expectativa é que, nas próximas semanas, o futuro de Emerson seja, enfim, selado. A diretoria, apesar da perda do diretor de futebol Ronaldo Ximenes, afastado por questões de saúde, trabalha forte nos bastidores para resolver a situação o quanto antes.