icons.title signature.placeholder Caio Carrieri, Eduardo Mendes, Maurício Oliveira e Thiago Salata
04/07/2014
21:16

Não foi um vestiário de vitória, muito menos de uma classificação para a semifinal da Copa do Mundo, algo que o Brasil não conseguia há 12 anos. O semblante e as reações dos jogadores na saída do Castelão foram de quem fazia parte de um time eliminado. Tristeza pela perda do amigo e astro do time, Neymar, na reta final da competição.

Antes mesmo de o médico da CBF confirmar a fratura, os primeiros a passar pelos jornalistas não demonstravam ânimo. Já esperavam pela confirmação do pior. Alguns não quiseram nem responder quando a pergunta tinha a palavra Neymar. Já David Luiz não precisou nem ouvir um questionamento sobre o amigo para se manifestar. A resposta sobre seu gol, que seria feliz, já tinha um tom de total lamentação.



– Não estou feliz, vamos torcer que não seja nada grave. Lugar do Ney é dentro do campo, não fora dele – disse David Luiz, que depois, ao ouvir a confirmação dos próprios jornalistas, reforçou a tristeza.

No protocolo da Fifa, os atletas são obrigados a passar pela zona mista, onde estão os jornalistas. No momento em que Rodrigo Lasmar se pronunciou, a maioria já tinha saído. Os próprios jornalistas se dividiam entre questionamentos aos atletas com a busca por novidades a respeito do camisa 10. A imprensa internacional mostrou choque. “Neymar fora da Copa?”, assustou-se um deles no Castelão. Restou aos atletas prometer buscar o hexa para o amigo.
 

- O Neymar estava empolgado para jogar a Copa, vinha ajudando bastante. Temos que superar. É motivo para corrermos ainda mais pelo moleque que ele é. Vamos correr ainda mais e, se Deus quiser, seremos campeões para ele - afirmou Hulk.

- Perda grande, considerável. O importante agora é a gente se fortalecer mais, o grupo é bem unido, fechado, focado. Com certeza a perda do craque do time, nada melhor do que a gente se fortalecer mais, suprir essa ausência. Buscar esse título tão especial, com certeza vai ser pro Neymar. Vamos fazer de tudo pra ganhar essa Copa e dedicar ao Neymar, que foi um jogador excelente - afirmou o volante Fernandinho.

Maicon, que ganhou a posição de titular contra a Colômbia, manteve o tom.

- Em m momento desse, de Copa, é bastante complicado. Temos que dar força para ele, tem que voltar para Granja, porque é importante fora de campo também. É um estímulo a mais. Dentro de campo vamos correr para que ele fique feliz - disse o lateral-direito.