icons.title signature.placeholder Bruno Cassucci e Russel Dias
04/04/2014
06:01

Dias antes de começar a decidir sua sexta final de Paulistão consecutiva, o Santos corre para solucionar um problema interno. O pagamento dos direitos de imagem dos jogadores está atrasado, fato que não agrada aos atletas e também aos membros da comissão técnica, que cobram agilidade do departamento jurídico.

A diretoria do Peixe confirma a situação. Porém, o tempo de atraso gera divergências. Todas as fontes ouvidas pelo LANCE!Net, dentre elas jogadores, empresários e assessores, afirmam que os direitos de imagem não são quitados há dois meses. Já o superintendente de esportes do clube, André Zanotta, afirma que apenas os vencimentos referentes a fevereiro, que deveriam ter sido pagos em março, estão em aberto. Em contato telefônico com a reportagem, ele disse que a questão deve ser solucionada em breve, no máximo até a próxima semana.

– Esse é um acontecimento pontual, não é frequente. O Santos é reconhecido no mercado do futebol como um dos melhores pagadores. Aconteceu e estamos trabalhando para solucionar – disse o dirigente.

O clube de Vila Belmiro vem enfrentando problemas financeiros e já havia atrasado pagamentos no fim do ano passado. No entanto, os salários normalmente são quitados em dia, já que o não cumprimento desta obrigação dá o direito do atleta rescindir o contrato. Com os direitos de imagem, a situação é diferente (leia mais abaixo).

Apesar do problema, os jogadores do Santos seguem focados na busca pelo título estadual e evitam comentar esse assunto, sobretudo publicamente, afim de evitar polêmicas. Nos bastidores, dirigentes alvinegros também admitem as dificuldades, mas ressaltam que isso acontece em boa parte dos clubes da Série A. Alegam também que a situação está ”sob controle”.

No fim de março, o Conselho do Santos aprovou a antecipação das cotas de TV de 2015 para quitar débitos. O valor é mantido em sigilo, mas gira em torno de R$ 50 mi.

COM A PALAVRA: André Zanotta
Superintendente de esportes do Santos, ao LANCE!Net

Atrasar o pagamento dos direitos de imagem em alguns dias é algo normal, mas mais que isso, não. Aqui no Santos nunca “virou” um mês com atraso, prezamos por isso. Pode ter havido algum problema pontual com quem reclamou de atraso de dois meses. Já teve casos de o atleta ou o empresário dele vir reclamar comigo e ter conferido a conta errada. Ele verificou na de pessoa física, mas o depósito caia na de pessoa jurídica.

O motivo disso eu não sei ao certo, compete ao superintendente administrativo. Só nos foi passado que é uma questão de fluxo de caixa. Algum dinheiro que não entrou... Vai ser resolvido logo.