icons.title signature.placeholder Igor Siqueira
20/12/2013
15:26

A diretoria do Náutico parece não ter aprendido a lição com a ameaça de greve por parte dos jogadores pelo atraso no pagamento dos direitos de imagem. O clube não cumpriu o acordo feito antes do término do Brasileirão e não quitou as dívidas com boa parte do elenco.

- Eles deram um prazo, mas os dirigentes não cumpriram o que prometeram. Infelizmente não fizeram nada, nem disseram nada. Tem vários jogadores nessa situação - contou ao LANCE!Net o volante e capitão Martinez, que liderou o grupo na revolta contra a diretoria.

Os cartolas do Timbu, que vive período de transição na gestão, prometeram efetuar os pagamentos no dia 9 de dezembro, mas o dinheiro não caiu na conta dos jogadores até o momento.

- Temos certeza que um dia vamos receber, com correção e tudo. Mas o problema é a falta de respeito dos dirigentes. Até mesmo com o torcedor. Pega mal para o clube - completou Martinez, que torce para que a estratégia não seja deixar para o próximo presidente a resolução do problema:

- Tomara que não seja isso. Porque se for, fica difícil.

Martinez ainda não confirma a permanência no clube pernambucano em 2014.

- Isso ainda vai ser decidido.Vou conversar com meu empresário e clube. Gostei da cidade, do clube, só que esse tipo de coisa não pode acontecer.

Quando a crise no Náutico estourou, o Bom Senso apoiou e ameaçou paralisar o Brasileirão. Para 2014, o martelo sobre greve ainda não foi batido.

- O Bom Senso deu total apoio. Tenho conversado com eles direto. Mas vamos esperar para ver o que vai acontecer. Essa última semana deu uma acalmada, porque todo mundo está de férias. Mas depois da virada do ano isso vai ser discutido - explicou o jogador.

O LANCE!Net entrou em contato com o presidente do clube, Paulo Wanderley, mas ele não atendeu às ligações.