icons.title signature.placeholder Bruno Braz
09/12/2013
12:33

Os três vascaínos que foram presos em flagrante pela Polícia Militar de Santa Catarina por conta da barbárie na Arena Joinville foram transferidos na madrugada desta segunda da Central da Polícia para o presídio da cidade. Leoni Mendes da Silva, de 23 anos, Jonathan Santos, de 29, e Arthur Barcelos de Lima, de 26, responderão por tentativa de homicídio, quadrilha ou bando, dano, furto e crimes do Estatuto do Torcedor.

Leoni Mendes da Silva, que estava sob posse de um porrete, já como preso na delegacia (Foto: Divulgação)

No relato da ocorrência, os policiais qualificaram o episódio como "fatos criminosos". Confira:

"Informa-nos o policial militar que, na data de hoje, no local e horário acima mencionados, ocorreram fatos criminosos entre torcidas organizadas dos times Vasco da Gama e Atlético Paranaense durante uma partida de futebol, que resultou na prisão em flagrante dos três conduzidos mencionados neste registro. Que integrantes da torcida organizada do Atlético Paranaense de nomes William, Estevam e Gabriel sofreram lesões corporais, que da vítima Estevam foram furtados uma bermuda e um par de tênis. Que as vítimas encontram-se internadas em hospital em observações. Que também no local da partida ocorreram danos materiais. Era o relato."

Relato da ocorrência na Arena Joinville: 'fatos criminosos' (Foto: Divulgação)

Na realidade, quatro torcedores foram hospitalizados, sendo dois vascaínos e dois atleticanos. O rubro-negro William Batista segue internado, mas foi transferido para um hospital particular da cidade. Com uma fratura no crânio, ele foi o que ficou ferido com mais gravidade e acabou retirado das arquibancadas da Arena Joinville de maca e quase sem roupas.

O vascaíno Gabriel Ferreira Vitael, de 20 anos, também foi liberado na manhã desta segunda, mas segue na Assistência Social do hospital, pois não tem dinheiro para retornar ao Rio de Janeiro. O Vasco já se disponibilizou para arcar com as despesas da viagem do torcedor.

Crimes que os torcedores foram autuados pela polícia (Foto: Divulgação)

Diogo Cordeiro da Costa Ferreira, de 29 anos, torcedor do Vasco, foi liberado ainda na noite do último domingo, enquanto Estevão Viana, de 24 anos, torcedor do Atlético-PR, teve alta pela manhã desta segunda-feira e já retornou para Curitiba.

Os cruz-maltinos que estão presos aguardam a chegada de seus respectivos advogados.

Leoni Mendes da Silva sob posse de porrete na Arena Joinville (Foto: Giuliano Gomes/Folhapress)

Imagens fortes! Veja a confusão entre torcedores de Vasco e Atlético-PR