icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
03/11/2013
19:15

O Grêmio tem uma decisão na quarta-feira, contra o Atlético-PR, pela Copa do Brasil. Mas no domingo, também haverá um jogo com caráter parecido. E não terá um dos seus principais jogadores: o atacante Vargas, que levou terceiro cartão amarelo diante do Bahia e é desfalque certo para os tricolores. O chileno vai emendar uma série de jogos de fora, já que o clube tem a informação de que ele está convocado para a seleção do Chile, que joga amistosos dias 15 e 19, contra Inglaterra e Brasil. O Grêmio tenta a liberação.

Assim, Vargas ainda joga na decisão desta quarta, contra o Atlético-PR, quando o Grêmio precisa vencer por dois gols de diferença para chegar à final da Copa do Brasil. Mas será ausência do confronto com o Cruzeiro, o que deve fazer Renato voltar ao 3-5-2. O clube gaúcho considera muito difícil conseguir que o técnico Jorge Sampaoli abra mão do jogador, até por se tratarem de duas datas reservadas pela Fifa. Recentemente, os dirigentes tentaram desconvocar o volante Riveros, já que o Paraguai não tem chance alguma de se classificar para a Copa do Mundo. Sem sucessio.

Se não for liberado, o jogador perde certo os confrontos com Vasco e Flamengo, no Brasileiro, e pode ser ausência também no primeiro jogo da final da Copa do Brasil, se o Tricolor se classificar - e o jogo for marcado para o dia 20. Os amistosos do Chile estão marcados para os dias 15, contra a Inglaterra, em Wembley, e dia 19, contra o Brasil, no Canadá. Seriam quatro jogos na sequência.

O atacante tem sido desfalque constante para Renato Gaúcho. As seguidas convocações para o Chile e as expulsões tem prejudicado o jogador na questão da sequência. Neste domingo, Renato deixou claro que seu esquema “titular” é o 4-3-3, com a presença do chileno, mais Kleber e Barcos.