icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
17/07/2014
13:40

Os mais de 40 mil torcedores que estão com presenças garantidas no Mineirão na próxima quarta-feira, em jogo que poderá terminar com o título da Recopa Sul-Americana para o Atlético-MG, não foram suficientes para satisfazer o presidente do clube mineiro, Alexandre Kalil. Após a vitória por 1 a 0 diante do Lanús, que colocou o Galo com uma mão na taça, o homem forte do clube 'cobrou' para que o restante dos bilhetes se esgotem para o jogo no Mineirão, na semana que vem.

- Agora vão para a fila comprar ingresso, né? Porque ainda tem para vender. Vamos botar a mão no bolso e comprar ingresso. Porque tem conta para pagar. Agora é comprar ingresso para fazer uma festa bonita. Não tem nada ganho. Já vimos muito desastre. Mas o caminho está bem trilhado. Estou feliz e orgulhoso do time. Acho que temos um baita elenco - disse o presidente, referindo-se aos torcedores do Atlético-MG que ainda não garantiram os ingressos para o jogo da volta. Ainda restam cerca de 10 mil bilhetes à venda, sem contar as entradas vendidas separadamente pela Minas Arena, administradora do estádio.

MAIS:
> Cerca de 40 mil pessoas já estão garantidas na decisão no Mineirão
> Victor e Jô aprovam volta ao Atlético-MG com vitória na Argentina

Ao comentar sobre o resultado positivo do Atlético-MG no jogo de ida da Recopa, Kalil destacou o 'caminho sem volta' do time mineiro, que passou por grandes desastres nos últimos anos, mas vem se reerguendo e figurando constantemente entre as melhores equipes do país.

- Trabalhamos, concentramos e o resultado veio. É o que eu digo. Nosso caminho não tem volta, é definitivo. Encontrou um rumo, é um time talhado, que sabe o que quer. Vir na Argentina, nessa temperatura, e ganhar esse jogo, não é brincadeira não. É muito difícil. Está todo mundo de parabéns - completou Kalil.