icons.title signature.placeholder Caio Carrieri e Fellipe Lucena
icons.title signature.placeholder Caio Carrieri e Fellipe Lucena
29/07/2013
07:40

 Valdivia já está relacionado para fazer o seu quinto jogo seguido pelo Palmeiras, às 21h50 desta terça, contra o Icasa. Mas nem por isso está garantido no time titular do Verdão que tentará retomar a liderança da Série B, em casa.

Embora já tenha convocado o meia para a partida, a comissão técnica aguarda o resultado de um exame que será feito antes do treino desta tarde, marcado para as 15h30, para garantir o chileno na delegação que inicia concentração após a atividade na Academia.

A avaliação a ser feita hoje não se restringe apenas a Valdivia. Ela abrange os jogadores que enfrentaram o Guaratinguetá, no sábado, e é rotina nos clubes. Acontece 48 horas após cada partida.

A análise aponta o nível de enzima creatinoquinase (CK). Este material fica dentro das células musculares e sua presença no sangue indica o rompimento de várias delas, o que pode causar lesões (saiba mais detalhes abaixo).

Em boa fase, Valdivia jogou os quatro últimos jogos pelo Palmeiras depois de se recuperar por quase quatro meses de grave lesão na coxa direita, sofrida em março.

A cautela do departamento médico com o chileno existe pelo vasto histórico de problemas físicos do camisa 10 e pelo pouco tempo de recuperação desde a última apresentação, no sábado (jogou 90 minutos), até terça. Até agora, o meia teve uma semana para se recuperar entre cada apresentação, mas o tempo será mais curto desta vez.

– Se fosse para imaginar um cenário em função do que vem acontecendo, talvez não fosse o ideal o Valdivia jogar agora. Mas não é ideal para ninguém. Se não é ideal para ninguém, não vai ser para ele também – projetou ao LANCE!Net Paulo Zogaib, fisiologista do Verdão.

Gilson Kleina costuma fazer a lista de atletas convocados para o jogo com dois dias de antecedência, mas o clube divulga na véspera da partida, depois do último apronto. O Mago está na convocação inicial. Ele estará na relação final hoje?

 

O que é a enzima CK?

Sinal de perigo
A enzima creatinoquinase (CK) é uma geradora de energia que fica dentro das células musculares. Após atividades físicas, algumas dessas células se rompem. A alta concentração deste material no sangue indica o rompimento de várias dessas células, o que pode causar lesões mais graves.

Como resolver?
Os clubes costumam medir os níveis de CK nas reapresentações após os jogos. Atletas com o preparo físico em dia costumam apresentar variações menores. A concentração da enzima diminui com trabalhos regenerativos e repouso, mas jogos em curto intervalo prejudicam o processo.


Com a palavra, Paulo Zogaib, fisiologista do Palmeiras: 'Eu avalio, mas é o Gilson que decide quem joga':

"Valdivia está evoluindo muito bem na recuperação após cada jogo. Ele tem se reapresentado absolutamente recuperado. Mas nós estávamos fazendo uma partida por semana.

Quando nos reapresentarmos vamos avaliar o nível de CK e ver como está o comportamento dele.

Além disso há uma série de outros marcadores, como questionários psicológicos, uma escala subjetiva de esforço... Vamos colocando tudo isso em gráfico e entendendo  o comportamento dele ao longo da temporada. Isso é uma forma de  modificar o que vai ser feito durante a recuperação: talvez diminuir um pouco o exercício ou prolongar a recuperação após os jogos.

Valdivia pode ir para a partida, jogar 45 minutos, 60 minutos, ficar no  banco de reservas."

Mas ele pode evoluir e jogar sem  problemas. Às vezes o índice de CK pode estar elevado e damos a informação para a comissão técnica. É uma série de fatores que nos direcionam, mas quem faz o manejamento dos atletas e decide se vão para o jogo é o Gilson.


Meia  pendurado com dois cartões

Se for liberado para enfrentar o Icasa, Valdivia terá outro cuidado além de não se lesionar e não interromper a sequência que chegará a cinco partidas, se atuar. Como está pendurado com dois cartões amarelos, o meia não poderá se exceder em reclamações com o árbitro Eduardo Tomaz de Aquino Valadão (GO), já sorteado para o jogo, ou cometer faltas violentas.

O camisa 10 foi advertido nos dois últimos jogos do Palmeiras pela Série B. No empate com o Guaratinguetá, fora de casa, no último sábado, discutiu com o rival Ruan após não ter pênalti marcado a favor do Verdão (em falta que ele sofreu) e recebeu um cartão. No último dia 20, o chileno garantiu a vitória por 3 a 2 sobre o Figueirense, no Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC), mas deixou o campo com amarelo por “ter cometido falta temerária no adversário”, segundo relatou o árbitro Marcos André Gomes da Penha (ES).

 Valdivia já está relacionado para fazer o seu quinto jogo seguido pelo Palmeiras, às 21h50 desta terça, contra o Icasa. Mas nem por isso está garantido no time titular do Verdão que tentará retomar a liderança da Série B, em casa.

Embora já tenha convocado o meia para a partida, a comissão técnica aguarda o resultado de um exame que será feito antes do treino desta tarde, marcado para as 15h30, para garantir o chileno na delegação que inicia concentração após a atividade na Academia.

A avaliação a ser feita hoje não se restringe apenas a Valdivia. Ela abrange os jogadores que enfrentaram o Guaratinguetá, no sábado, e é rotina nos clubes. Acontece 48 horas após cada partida.

A análise aponta o nível de enzima creatinoquinase (CK). Este material fica dentro das células musculares e sua presença no sangue indica o rompimento de várias delas, o que pode causar lesões (saiba mais detalhes abaixo).

Em boa fase, Valdivia jogou os quatro últimos jogos pelo Palmeiras depois de se recuperar por quase quatro meses de grave lesão na coxa direita, sofrida em março.

A cautela do departamento médico com o chileno existe pelo vasto histórico de problemas físicos do camisa 10 e pelo pouco tempo de recuperação desde a última apresentação, no sábado (jogou 90 minutos), até terça. Até agora, o meia teve uma semana para se recuperar entre cada apresentação, mas o tempo será mais curto desta vez.

– Se fosse para imaginar um cenário em função do que vem acontecendo, talvez não fosse o ideal o Valdivia jogar agora. Mas não é ideal para ninguém. Se não é ideal para ninguém, não vai ser para ele também – projetou ao LANCE!Net Paulo Zogaib, fisiologista do Verdão.

Gilson Kleina costuma fazer a lista de atletas convocados para o jogo com dois dias de antecedência, mas o clube divulga na véspera da partida, depois do último apronto. O Mago está na convocação inicial. Ele estará na relação final hoje?

 

O que é a enzima CK?

Sinal de perigo
A enzima creatinoquinase (CK) é uma geradora de energia que fica dentro das células musculares. Após atividades físicas, algumas dessas células se rompem. A alta concentração deste material no sangue indica o rompimento de várias dessas células, o que pode causar lesões mais graves.

Como resolver?
Os clubes costumam medir os níveis de CK nas reapresentações após os jogos. Atletas com o preparo físico em dia costumam apresentar variações menores. A concentração da enzima diminui com trabalhos regenerativos e repouso, mas jogos em curto intervalo prejudicam o processo.


Com a palavra, Paulo Zogaib, fisiologista do Palmeiras: 'Eu avalio, mas é o Gilson que decide quem joga':

"Valdivia está evoluindo muito bem na recuperação após cada jogo. Ele tem se reapresentado absolutamente recuperado. Mas nós estávamos fazendo uma partida por semana.

Quando nos reapresentarmos vamos avaliar o nível de CK e ver como está o comportamento dele.

Além disso há uma série de outros marcadores, como questionários psicológicos, uma escala subjetiva de esforço... Vamos colocando tudo isso em gráfico e entendendo  o comportamento dele ao longo da temporada. Isso é uma forma de  modificar o que vai ser feito durante a recuperação: talvez diminuir um pouco o exercício ou prolongar a recuperação após os jogos.

Valdivia pode ir para a partida, jogar 45 minutos, 60 minutos, ficar no  banco de reservas."

Mas ele pode evoluir e jogar sem  problemas. Às vezes o índice de CK pode estar elevado e damos a informação para a comissão técnica. É uma série de fatores que nos direcionam, mas quem faz o manejamento dos atletas e decide se vão para o jogo é o Gilson.


Meia  pendurado com dois cartões

Se for liberado para enfrentar o Icasa, Valdivia terá outro cuidado além de não se lesionar e não interromper a sequência que chegará a cinco partidas, se atuar. Como está pendurado com dois cartões amarelos, o meia não poderá se exceder em reclamações com o árbitro Eduardo Tomaz de Aquino Valadão (GO), já sorteado para o jogo, ou cometer faltas violentas.

O camisa 10 foi advertido nos dois últimos jogos do Palmeiras pela Série B. No empate com o Guaratinguetá, fora de casa, no último sábado, discutiu com o rival Ruan após não ter pênalti marcado a favor do Verdão (em falta que ele sofreu) e recebeu um cartão. No último dia 20, o chileno garantiu a vitória por 3 a 2 sobre o Figueirense, no Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC), mas deixou o campo com amarelo por “ter cometido falta temerária no adversário”, segundo relatou o árbitro Marcos André Gomes da Penha (ES).