icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
02/11/2014
22:25

Os jogadores do Verdão saíram de campo satisfeitos com a entrega apresentada na Fonte Nova. Depois de ficar marcado por perder vitórias com gols no fim, o time desta vez segurou a pressão do Bahia, e por isto o capitão Valdivia chamou a equipe alviverde de “guerreira”.

– Nós fomos guerreiros demais. É complicado jogar com o Bahia aqui. O mais importante foi que a gente conseguiu segurar o resultado até o final, coisa que não vinha acontecendo nos últimos jogos. Fomos lutadores . Ganhamos uma batalha que tínhamos de ganhar de qualquer jeito – analisou o capitão palmeirense.

Sempre que falava no jogo, o elenco tratava a vitória em Salvador (BA) como mais do que necessária nesta luta para evitar um terceiro rebaixamento em 12 anos. Fernando Prass foi mais um a exaltar o triunfo ontem.

O goleiro já projeta uma nova vitória no sábado, quando o time recebe o Atlético-MG. Caso passe também pelo time mineiro, o Verdão ficará a quatro pontos dos 46, número considerado pelos matemáticos necessário para não cair.

– Este foi um resultado importantíssimo. Agora nós abrimos oito pontos para eles (Bahia), e em casa temos de chegar a 42 – resumiu Fernando Prass, incomodado sobre a pergunta dos gols sofridos pela equipe nos acréscimos, como ocorreu nas últimas duas rodadas.

– As pessoas criaram um monstro de tomarmos gols no final.

O elenco chega à capital paulista neste domingo de manhã e depois receberá folga. O primeiro trabalho será na terça, na Academia de Futebol. Novamente o time terá uma semana cheia para treinamentos.