icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
28/07/2013
21:36

Carlos Eduardo chegou ao Flamengo em janeiro deste ano, e ainda não conseguiu convencer a torcida. Após fraco desemprenho no empate em 1 a 1 com o Botafogo, neste domingo, no Maracanã, o camisa 20 foi vaiado pela torcida após ser substituído. O meia recebe o maior salário do elenco e ainda não marcou com a camisa rubro-negra. Mesmo com as vaias, o jogador recebeu o apoio do técnico Mano Menezes.

- Essas vaias são antigas, ele já esta melhor, mas ainda vai errar, como outros jogadores também erraram. Ele vai conviver com essa cobrança pois se criou uma expectativa grande sobre ele. Mas ele tem trabalhado para melhorar, tem treinado bem e se dedicado - comentou Mano Menezes.

Carlos Eduardo estreou justamente diante do Botafogo, na fase de grupos da Taça Guanabara, quando o Rubro-Negro venceu o confronto por 1 a 0. O meia jogou apenas os primeiros 45 minutos de jogo, saindo para a entrada de Rodolfo.

A única vez que o jogador foi aplaudido pelos rubro-negros, foi no clássico com o Vasco, em Brasília, porém, também não ficou em campo durante toda a partida. O jogador ainda segue realizando um trabalho individual de condicionamento físico.

Na volta ao Maraca, Fla arranca empate contra o Botafogo

Carlos Eduardo chegou ao Flamengo em janeiro deste ano, e ainda não conseguiu convencer a torcida. Após fraco desemprenho no empate em 1 a 1 com o Botafogo, neste domingo, no Maracanã, o camisa 20 foi vaiado pela torcida após ser substituído. O meia recebe o maior salário do elenco e ainda não marcou com a camisa rubro-negra. Mesmo com as vaias, o jogador recebeu o apoio do técnico Mano Menezes.

- Essas vaias são antigas, ele já esta melhor, mas ainda vai errar, como outros jogadores também erraram. Ele vai conviver com essa cobrança pois se criou uma expectativa grande sobre ele. Mas ele tem trabalhado para melhorar, tem treinado bem e se dedicado - comentou Mano Menezes.

Carlos Eduardo estreou justamente diante do Botafogo, na fase de grupos da Taça Guanabara, quando o Rubro-Negro venceu o confronto por 1 a 0. O meia jogou apenas os primeiros 45 minutos de jogo, saindo para a entrada de Rodolfo.

A única vez que o jogador foi aplaudido pelos rubro-negros, foi no clássico com o Vasco, em Brasília, porém, também não ficou em campo durante toda a partida. O jogador ainda segue realizando um trabalho individual de condicionamento físico.

Na volta ao Maraca, Fla arranca empate contra o Botafogo