icons.title signature.placeholder Marcello Vieira e Matheus Babo
icons.title signature.placeholder Marcello Vieira e Matheus Babo
27/07/2013
09:13

A partida contra o Grêmio, neste domingo, em Porto Alegre, pode ser considerada um divisor de águas para o Fluminense no Campeonato Brasileiro. Pressionado, o time vem de quatro derrotas na competição, algo que não acontece desde o primeiro turno do Brasileirão de 2009, quando a equipe se livrou do rebaixamento apenas na última rodada.

Ontem, o técnico Abel Braga estava tranquilo e mostrou muita confiança nos jogadores. Para o treinador, o jogo será complicado, mas o time tem condições de vencer e, consequentemente, embalar na competição.

– O que falta é encaixar duas, três vitórias. Todos vão falar que o Fluminense voltou. Aí, sai da frente – disse, confiante.

E o papo entre o comandante e o grupo durante a semana foi baseado na reflexão. Abelão comentou sobre o teor das conversas que teve com os comandados e revelou um tom motivacional nas palavras ditas os jogadores.

– Esta semana tivemos uma reflexão enorme, não é falta de vontade. Nós sabemos, temos convicção, tenho certeza que temos um time muito bom, que joga de igual para igual com qualquer equipe – afirmou.

A confiança do treinador nos jogadores é um dos trunfos para o jogo decisivo no Sul. A preocupação é com o lado psicológico do time, que está a dois pontos da zona de rebaixamento.

– Não posso, em momento algum, passar para eles que não acredito. Acredito sempre. É isso que eles sentem comigo. Ali dentro, há cobrança e nós dividimos. Dali para fora, a responsabilidade é toda minha. Sei que meus jogadores vão correr por mim, tenho certeza que vamos sair dessa situação – disse.

A certeza é uma só. O resultado de amanhã vai definir o que este Flu vai buscar no Brasileirão.

Abel na berlinda: Repórter fala sobre situação do treinador

A partida contra o Grêmio, neste domingo, em Porto Alegre, pode ser considerada um divisor de águas para o Fluminense no Campeonato Brasileiro. Pressionado, o time vem de quatro derrotas na competição, algo que não acontece desde o primeiro turno do Brasileirão de 2009, quando a equipe se livrou do rebaixamento apenas na última rodada.

Ontem, o técnico Abel Braga estava tranquilo e mostrou muita confiança nos jogadores. Para o treinador, o jogo será complicado, mas o time tem condições de vencer e, consequentemente, embalar na competição.

– O que falta é encaixar duas, três vitórias. Todos vão falar que o Fluminense voltou. Aí, sai da frente – disse, confiante.

E o papo entre o comandante e o grupo durante a semana foi baseado na reflexão. Abelão comentou sobre o teor das conversas que teve com os comandados e revelou um tom motivacional nas palavras ditas os jogadores.

– Esta semana tivemos uma reflexão enorme, não é falta de vontade. Nós sabemos, temos convicção, tenho certeza que temos um time muito bom, que joga de igual para igual com qualquer equipe – afirmou.

A confiança do treinador nos jogadores é um dos trunfos para o jogo decisivo no Sul. A preocupação é com o lado psicológico do time, que está a dois pontos da zona de rebaixamento.

– Não posso, em momento algum, passar para eles que não acredito. Acredito sempre. É isso que eles sentem comigo. Ali dentro, há cobrança e nós dividimos. Dali para fora, a responsabilidade é toda minha. Sei que meus jogadores vão correr por mim, tenho certeza que vamos sair dessa situação – disse.

A certeza é uma só. O resultado de amanhã vai definir o que este Flu vai buscar no Brasileirão.

Abel na berlinda: Repórter fala sobre situação do treinador