icons.title signature.placeholder L! Universidade
10/06/2014
13:11

Para tentar evitar um Caos aéreo durante a Copa do Mundo no Brasil, a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) prometeu uma série de multas. A agência lançou um pacote de punições para empresas aéreas, proprietários de jatinhos e até mesmo para pilotos que descumprirem as regras de horários de pousos e partidas. As multas podem chegar à até R$ 90.000,00. As punições são aplicadas desde o último dia 5 de junho e continuarão a funcionar depois do mundial. Ana Elisa Périco, especialista em infraestrutura produtiva da Unesp em Araraquara, acredita que a medida do governo seja positiva para minimizar as problemáticas existentes no setor.

- Ela (medida) é positiva em um único sentido, de evitar a bagunça. É uma medida financeira. Você está restringindo o uso de determiando fator produtivo por conta de recursos financeiros. Não tem capacidade por conta de uma infraestutura que é infeciente. É fato, é ponto, é isso. É positivo porque talvez ele consiga organizar um pouco a bagunça, porque a bagunça vai existir. Ele só está procurando uma forma de otimizar os recursos, escassos, que existem - observou a especialista, para em seguida declarar que em sua visão os problemas vão existir e que o Brasil não está preparado.

- A questão é, vai resolver ou não vai resolver? Eu acho que não vai resolver muito. Vai resolver um pouco, não muito. O problema ele existe. O sistema está sofrendo ajustes, talvez se a Copa do Mundo no Brasil, fosse na época que vão ser as Olimpíedas, em 2016, talvez estivesse mais bem preparado. Hoje, a Copa vai acontecer. Se tá preparado a gente vai ver. Meu voto, infelizmente, é que não. Os grandes problemas da infraestrutura aeroportuária brasileiras vão voltar a ser evidenciados, só que agora não só aqui pra gente, também pra todo mundo ver os nosso problemas - finalizou.