icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
25/12/2013
08:04

O impasse na decisão do novo treinador do Fluminense deixou claro que Celso Barros, presidente da Unimed-Rio, e Peter Siemsen, presidente do clube, não estão falando a mesma língua. E na última segunda-feira, o patrocinador lembrou que não tem nenhuma obrigação em ajudar na contratação do comandante, já que o grupo do tricolor já tem valor um valor alto, acima que foi acordado no contrato de patrocínio.

- Na verdade, temos já um valor alto no grupo do Fluminense e o que eu falei é que se o Fluminense quisesse fazer como fez, demitindo o Rodrigo Caetano e contratando o Felipe Ximenes, tem de arcar com as suas decisões. E nós não temos nenhuma obrigação, pois estamos acima do valor do patrocínio. Nosso valor já é acima do previsto no contrato - explicou, em entrevista à Rádio Globo.

Diferente do que já fez em outras temporadas, Celso Barros garantiu que a Unimed não fará grandes investimentos para 2014. Conforme antecipou o LANCE!Net, mesmo que sua vontade prevaleça e Renato Gaúcho seja contratado, a única contratação de impacto será a de Dario Conca, que já foi anunciado pelo clube. Confo

- A Unimed não investirá nada mais do que o orçamento previsto, seja com o Renato ou com qualquer outro técnico que for contratado. Nada mais de trazer jogador assim ou assado. Já investimos no Conca e só - garantiu.