icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
16/12/2013
17:50

Palco de confrontos memoráveis do vôlei brasileiro, o Maracanãzinho vai reunir nesta terça-feira, às 21h30, alguns dos nomes de maior expressão da atual temporada da Superliga Feminina. A vice-líder Unilever, do técnico Bernardinho e da levantadora Fofão, terá pela frente o Vôlei Amil, terceiro colocado, que tem como destaques José Roberto Guimarães e a oposto Tandara. Se a equipe paulista somar três pontos, assumirá a segunda posição na tabela.

Será a primeira vez nesta edição da Superliga que o time carioca mandará um jogo no ginásio. A expectativa de Fofão é de que a torcida seja um diferencial, mas ela alerta para a importância de impor uma marcação forte sobre as adversárias, com prioridade para a maior pontuadora da competição. Até agora, Tandara já marcou 207 vezes.

– O Maracanãzinho é a nossa casa e, claro, a força dos torcedores sempre ajuda muito. Mas eles têm a Tandara, que está em um momento muito bom, pontuando bastante e que merece uma atenção especial. Vamos precisar ter aplicação tática porque o time delas tem várias jogadoras que, individualmente, podem decidir – lembrou a atleta, de 43 anos.

Do lado paulista, a preocupação de Zé Roberto é justamente com Fofão. Depois de comandar a levantadora durante anos na Seleção Brasileira, o treinador agora tem de arrumar uma estratégia para evitar que a veterana deixe suas atacantes em condições favoráveis para pontuar.

– Vai ser um jogo muito duro e espero que nos apresentemos bem. O Rio é o atual campeão, tem muitos pontos fortes, erra pouco e conta com uma levantadora especial, a Fofão, que tem feito a diferença. Também é a equipe que teve mais tempo para treinar. Do nosso lado, seguimos trabalhando para evoluir nosso conjunto, especialmente no sistema defensivo – disse o tricampeão olímpico.

Favoritos ao título da Superliga, Unilever e Vôlei Amil se destacam nas estatísticas por equipe. As cariocas têm o segundo melhor ataque e bloqueio, enquanto as paulistas lideram os números na defesa. No saque, porém, a atual campeã leva a melhor com folga: está em quarto, enquanto as campineiras aparecem em 12º lugar.