icons.title signature.placeholder Jonas Moura
20/12/2013
20:34

A Unilever voltou a ligar o sinal de alerta na Superliga Feminina. Na noite desta sexta-feira, diante do estreante Barueri, as atuais campeãs brasileiras tiveram trabalho para chegar à décima vitória na competição. O resultado veio com o placar de 3 sets a 1, parciais de 21-16, 14-21, 21-12 e 21-17, no Ginásio do Tijuca Tênis Clube, pela 12ª rodada.

A defesa do time paulista, segunda melhor do torneio segundo as estatísticas da CBV, incomodou o time da casa. E as boas atuações das experientes Renatinha, Fernanda Ísis e Fernandinha contribuíram para tornar o triunfo mais difícil.

O grande destaque do confronto na pontuação foi a ponteira sérvia Brankica Mihajlovic, com 16 pontos. Do lado do Barueri, Renatinha anotou três a menos. No entanto, quem levou a melhor foi a central Carol, que saiu com a vitória e ainda recebeu o Troféu VivaVôlei de melhor em quadra.

As comandadas de Bernardinho somam agora 30 pontos, um a menos que o líder Molico/Osasco, que entra em quadra logo mais para enfrentar o Brasília. O Barueri tem 16 e pode perder a oitava posição até o fim da rodada.

O próximo compromisso da Unilever já é nesta segunda-feira, quando a equipe fará o clássico contra o Molico, às 21h30, no Ginásio José Liberatti, em Osasco, válido pela última rodada do primeiro turno. Já o Barueri só volta a jogar no dia 7 de janeiro, quando encara o Rio do Sul, às 19h30, no Ginásio José Correia.

O JOGO

Ainda sem as musas Mari Paraíba e Luciane, que só assistiram ao jogo da arquibancada, o Barueri teve uma mudança em sua formação inicial: no lugar de Bruna, o técnico Maurício Thomas escalou Duda. E, diferentemente do que aconteceu no duelo contra o Molico, a equipe conseguiu jogar de igual para igual. Porém, a mão pesada das comandadas de Bernardinho fez a diferença. Mihajlovik e Sarah Pavan encaixaram bons ataques. E Bruna, que entrou na inversão na reta final, cravou na quadra adversária para dar fim ao primeiro set.

O Barueri voltou mais seguro para a segunda etapa. Aproveitando as defesas para contra-atacar com eficiência, Renatinha e companhia chegaram à primeira parada técnica vencendo por 7 a 3. Os bloqueios também ajudaram. Quem mais sofria na equipe carioca era Gabi. Bernardinho tentou a inversão, com Roberta e Bruna, mas as paulistas não diminuíram a intensidade. Contando com grandes defesas de Sonaly e bons ataques de Renatinha, o Barueri sobrou. Um bloqueio de Fernanda Ísis em Sarah encerrou a parcial.

As broncas de Bernardinho no intervalo sacudiram as meninas do Rio. Apesar de alguns erros bobos, o time da casa conseguiu impor um saque mais agressivo. Com isso, Fernandinha perdeu as jogadas em velocidade com Renata e Fernanda Ísis. As bolas previsíveis para Renatinha facilitaram o bloqueio das cariocas. Principalmente com Carol, atleta que mais pontos marcou no fundamento nessa Superliga. No fim, bastou administrar a vantagem.

O quarto set começou com bons rallys. Mas, se a defesa do Barueri mostrava serviço, era o ataque carioca que ditava o jogo. Com um saque mortal, Carol fez a equipe da casa abrir 7 a 4. Após a parada técnica, as paulistas acordaram. Fernandinha arriscou o jogo pelo meio com Renata, e Renatinha variou bem os golpes, alternando largadas com ataques potentes. O placar ficou igual novamente, e assim se manteve até o final. Porém, Gabi e Mihajlovic apareceram em lances de muita visão de jogo para colocar a bola do outro lado. Após uma invasão de ataque das paulistas, a Unilever chegou à vitória.