icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
23/06/2014
11:35

A situação é complicada. Honduras precisa tirar uma diferença de quatro gols e ainda contar com uma vitória da França sobre o Equador. O adversário dos hondurenhos é a Suíça e a partida acontece na próxima quarta-feira, na Arena Amazônia e vale a classificação no Grupo E da Copa do Mundo. Apesar das poucas chances, Wilson Palácios, um dos principais jogadores da seleção de Honduras crê na classificação.

O camisa oito de Honduras está confiante na classificação pelo otimismo que a equipe vem apresentando. Mesmo não pontuando, o meia crê em um futebol mais solto e prega uma equipe ofensiva por ser a última chance de sua equipe neste Mundial.

- É ganhar ou ganhar, precisamos fazer uma boa diferença de gols, mas não estamos sozinhos, vamos encontrar uma grande dificuldade. Devemos sair para ganhar da Suíça, mas sempre com a precaução devida. Está partida tem que ser diferente, estaremos mais soltos e vamos em busca do resultado porque é o último jogo que temos - disse Palacios.



Voltando de suspensão após ser expulso na derrota para a França por 3 a 0, quando cometeu pênalti em Pogba, Palácios frisa que independente do que acontecer no próximo jogo, a importância que a segunda aparição de Honduras em Copas vai influenciar nas próximas gerações, é algo que deve ser encarado como um marco para o País.

- Não somos muitos os que estão no segundo Mundial, a próxima geração já vai saber o que é estar nesta situação. - finalizou o meio do Stoke City.
 
Ainda pelo Grupo E

No outro jogo do Grupo, França encara o Equador também na próxima quarta-feira, ás 17h, no Maracanã. A França lidera o Grupo com seis pontos, após vencer Honduras (3 a 0) e Suíça (5 a 2). O grande destaque tem sido Karim Benzema, atacante que já marcou três gols na competição. Já Equador, ocupa a vice-liderança com três pontos. A equipe do garoto Enner Valencia, autor dos três gols de sua seleção no torneio, um na derrota para Suíça (2 a 1) e os outros dois na vitória sobre Honduras (2 a 1), quer vencer a França para garantir a classificação.